Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.



Janot e a hora dos outsiders

 Fellipe Sampaio/ SCO/ STF: <p>15/10/2014- Brasília- DF, Brasil- O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no STF. Foto: Fellipe Sampaio/ SCO/ STF</p>

"Se Janot não é candidato, está com pinta de candidato. O problema dos outsiders é que, não dominando os códigos da política e da representação, costumam incorrer em erros que não levam à estabilização política e sim a mais turbulências", diz a colunista Tereza Cruvinel, sobre o estilo cada vez mais político do procurador-geral Rodrigo Janot; "Chegou a hora de quebrarmos também os grilhões do patrimonialismo, de nos libertarmos de um modo de ser que não nos pertence, daquele malfadado jeitinho associado à corrupção da lei que não traduz nossa verdadeira natureza. É hora de nos desvencilharmos da cultura de espoliação e do egoísmo. O país fartou-se desse modelo político", disse ontem o PGR, numa fala típica de candidato

Dilma: Temer não consegue nem governar sem conversar com Cunha

:

Presidente Dilma Rousseff usou o Twitter para criticar o encontro secreto do interino Michel Temer com Eduardo Cunha, no Jaburu, para "avaliar o quadro político atual": "O presidente interino não consegue nem governar sem conversar com o presidente suspenso da Câmara dos Deputados, qu já foi denunciado pelo STF 2 vezes"; "O erro mais óbvio que cometi foi a aliança que eu fiz, para a reeleição, com o grupo político de quem teve atitude de usurpação e traição", acresentou; "Poderíamos ter sido mais contundentes para denunciar golpe articulado pela mídia, descontentes que "não queriam pagar o pato”, oposição e golpistas", disse Dilma


Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247