Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.



Força-tarefa arrecada 10% nos acordos de leniência e causa polêmica

ERNANI OGATA: <p>Igor Rom·rio de Paula, delegado de Crimes EconÙmicos e Ordem Fiscal; Rosalvo Ferreira Santos, superintendente regional da PolÌcia Federal; e Carlos Fernando dos Santos Lima</p>

Acordos de leniência firmados com empreiteiras como Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa têm uma cláusula que estipula que 10% do valor arrecadado com as multas ficará com os órgãos de investigação envolvidos na apuração como Ministério Público e Polícia Federal, assim como a vara judicial chefiada pelo juiz Sergio Moro; o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal vetou o repasse, mas o procurador Carlos Fernando Lima defende a transferência dos recursos; "Os órgãos de persecução se beneficiariam muito do aporte de recursos para a aquisição de equipamentos e softwares sofisticados que custam caro e que são essenciais em investigações modernas e eficientes", diz ele

Defesa de Dilma usará confissão da líder do governo interino de Temer

:

Advogado da presidente afastada, José Eduardo Cardozo diz que declaração da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) é importante prova de defesa e evidencia "desvio de poder" na abertura do processo de impeachment; "A senadora foi muito transparente. Até porque, de fato, sendo presidente da Comissão Mista do Orçamento, estudou profundamente a matéria. É a prova, portanto, que não há fundamento para o impeachment”, diz o ex-ministro; Rose disse neste sábado (25) à Rádio Itatiaia que “não teve esse negócio de pedalada, nada disso. O que teve foi um país paralisado, sem direção e sem base nenhuma para administrar”


Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247