Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.



Mais uma bomba no telhado de vidro de Temer

Beto Barata: <p>Brasília - DF, 08/06/2016. Presidente Interino Michel Temer durante encontro com Líderes Empresariais. Foto: Beto Barata/PR</p>

"A manchete da revista Época desta semana é mais uma bomba que explode no Palácio do Jaburu: 'Operador ligado a Temer admite ter recebido R$ 1 milhão da Engevix. Delator da Lava Jato, sócio da empreiteira afirma que o dinheiro era propina por obra na usina nuclear Angra 3'", aponta o colunista Alex Solnik; "Nenhum governo, nos últimos cinquenta anos, desmanchou-se tão rapidamente como este. Jânio, com todas as suas excentricidades aguentou-se quase oito meses; Jango, fustigado aqui dentro e de fora para dentro ficou três anos; Collor, à frente da sua República de Alagoas segurou-se por dois anos; mas o governo interino de Temer, em pouco mais de um mês já balança, balança, balança"

Alexandrino, da Odebrecht, queria contar tudo, mas MP só quer saber do PT

:

Preso por quatro meses na Operação Erga Omnes, 14ª fase da Java Jato, o executivo, libertado há cerca de um mês, tem dito a amigos que, em seus depoimentos na prisão, propôs contar tudo o que sabia sobre as relações da companhia com os governos brasileiros ao longo de mais de 20 anos como funcionário de carreira do grupo; “Mas, não se interessaram em saber tudo. Só quiseram informações dos últimos 12 anos”; Alexandrino (na foto com Eliseu Padilha, ministro dos Transportes de FHC) foi diretor de Relações Institucionais da Odebrecht e ex-vice-presidente da Braskem; declaração evidencia que houve malfeitos também nos dois governos de Fernando Henrique Cardoso (PSDB)


Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247