Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Doria falsifica História para atacar Lula

Prefeito João Doria, que tenta se viabilizar como o nome do PSDB para enfrentar o ex-presidente Lula nas eleições de 2018, atribuiu ao adversário a recessão atual e os 13 milhões de desempregados, que foram produto do golpe -- e não da era Lula; "O ex-presidente Lula quase destruiu o Brasil. Então, é inadmissível um homem que quase destruiu a nação, que impôs o maior assalto ao dinheiro público jamais visto na história da humanidade, que ofereceu três anos de recessão, 13 milhões de desempregados, queira agora voltar a ser candidato e disputar sob a alegação de que é o salvador do Brasil. Salvar o quê?", questionou o tucano, em entrevista neste domingo 23

O Brasil sob a ditadura Globo-Lava Jato

"É difícil aceitar a dolorosa realidade, mas o Brasil está, efetivamente, sob um regime ditatorial. O golpe de 2016 e o regime de exceção evoluíram para a ditadura jurídico-midiática da Rede Globo com a Lava Jato e setores da PF, judiciário e STF. Assim como na ditadura instalada com o golpe de 1964, a engrenagem desta ditadura também contou com a participação decisiva da Rede Globo", constata Jeferson Miola; "O sistema político foi estrategicamente destroçado. Os sem-voto hoje deliberam sobre a política e os destinos do país, num contexto de flagrante ilegitimidade e desordem institucional. O Brasil não se movimenta para nenhum lado antes de assistir, todas as noites, as edições maniqueístas do Jornal Nacional – verdadeiras ogivas nucleares lançadas para dizimar a imagem do maior líder popular do país", prossegue o colunista; para ele, "a Globo e a Lava Jato assumem a dominância absoluta do projeto transnacional de dominação anti-popular e anti-nacional"


Fechar