Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.



Moraes antecipou e PF prendeu Antonio Palocci

O ex-ministro Antonio Palocci foi preso durante a 35ª da Operação Lava Jato; ontem, em Ribeirão Preto (SP), cidade de Palocci, o ministro da Justiça Alexandre de Moraes fez campanha por Duarte Nogueira, do PSDB, e antecipou que haveria "mais Lava Jato" nesta semana; "Teve a semana passada e esta semana vai ter mais, podem ficar tranquilos. Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim", disse o ministro; para o PT, o governo começa a usar a Polícia Federal com fins eleitoreiros; além de Palocci, a PF prendeu também seus dois principais assessores na Fazenda e na Casa Civil, Juscelino Dourado e Branislav Kontic

Aragão: Moraes é incapaz ou irresponsável

Antecessor de Alexandre de Moraes no Ministério da Justiça, Eugênio Aragão bateu duro no ministro que, ontem, quebrou o sigilo desta nova fase da Lava Jato, ao dizer, num comício do PSDB em Ribeirão Preto (SP), que nesta semana "teria mais"; "Incapaz porque estaria a brincar com coisa séria. Um ministro não pode se manifestar de empolgação em campanha, entregando ao público assuntos sigilosos de sua pasta", afirmou Aragão; ele declarou, ainda, que se tivesse feito tal declaração quando foi ministro, "o mundo viria abaixo"