América latina

Peru: Manifestantes pedem fechamento do Congresso, novas eleições e liberdade para Pedro Castillo

Ex-presidente foi destituído e preso após dissolver o Congresso

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters-Denis Mayhua)


Sputnik – Manifestantes foram às ruas em várias partes do Peru nesta sexta-feira (9) para se manifestar contra o Congresso e a presidente Dina Boluarte, que assumiu após a deposição de Pedro Castillo.

A mobilização cobrou o fechamento do Congresso, a realização de novas eleições, a convocação de uma Assembleia Constituinte e a libertação de Castillo, que continua preso depois de tentar dissolver o Congresso.

Os protestos, que começaram na quinta-feira (8), se intensificaram nesta sexta, em especial nas proximidades do Parlamento, em Lima, e nas regiões de Cusco, Ayacucho, Puno, Ica.

Os manifestantes bloquearam ruas com gritos e cartazes contra o Parlamento e o novo governo. Imagens de Boluarte foram queimadas. A presidente que assumiu após o impeachment de Castillo é classificada como "traidora do povo" pelos manifestantes.

Assim está a praça de Cusco, onde cidadãos se reúnem para exigir o fechamento do Congresso e novas eleições.

A Polícia Nacional tentou dispersar os manifestantes com gás lacrimogêneo, o que revoltou ainda mais os peruanos presentes nos atos.

A repressão contra as marchas gerou muitas críticas nas redes sociais e lembrou o curto período de cinco dias em que o país foi governado por Manuel Merino, congressista que foi alçado à presidência em 2020 após o impeachment de Martín Vizcarra.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247