Lindbergh farias

"Os golpistas querem muito mais que o impeachment da presidente Dilma. Eles querem fazer o impeachment das teorias de John Maynard Keynes (1883-1946), o mais importante economista do século XX", diz o senador Lindbergh Farias (PT-RJ); "Sem política fiscal, uma economia tende a minguar e o desemprego passa a ser natural. Não existe economia forte sem Estado forte. E para a economia, o Estado deve aparecer como regulador, mas principalmente como um orientador de investimentos privados que devem ser estimulados por políticas fiscais potentes. Criminalizar e condenar a existência da política fiscal é sinônimo de impeachment para as ideias de Keynes – o que nem mesmo a literatura econômica durante décadas conseguiu", afirma
Lindbergh Farias

O impeachment de Keynes

"Os golpistas querem muito mais que o impeachment da presidente Dilma. Eles querem fazer o impeachment das teorias de John Maynard Keynes (1883-1946), o mais importante economista do século XX",...

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) lembra do livro "O processo", de Franz Kafka, em que é negado a um cidadão o direito de saber os reais motivos do crime pelo qual é acusado, o que impossibilita sua defesa, para falar sobre o caso da presidente Dilma Rousseff; "O ritual da tese do 'conjunto da obra', acusações desconexas sem o rigor da prova, prevaleceu na Câmara, impedindo, até o momento, o direito de defesa", diz ele; o parlamentar afirma acreditar que o golpe "pode ser derrotado no Senado", onde o caso pode ser avaliado de forma "diferente do vexame da Câmara"
Lindbergh Farias

Golpe pode ser derrotado

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) lembra do livro "O processo", de Franz Kafka, em que é negado a um cidadão o direito de saber os reais motivos do crime pelo qual é acusado, o que impossibilita sua...

"Ao apostar no impeachment e com pré-candidatos despencando, caso o golpe seja vencedor (e não vencerá), o PSDB comporá a coalização de poder como força secundária e subalternizada, entregando de bandeja as batatas do Estado brasileiro a um governo natimorto e maculado sob o comando de um presidente ilegítimo – Michel Temer, que, pasmem, detém 1% de intenção de votos e 58% de rejeição", afirma o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), sobre a situação do PSDB, comandado por Aécio Neves; "A ficha caiu tarde, tucanos", frisa
Lindbergh Farias

A agonia dos tucanos

"Ao apostar no impeachment e com pré-candidatos despencando, caso o golpe seja vencedor (e não vencerá), o PSDB comporá a coalização de poder como força secundária e subalternizada, entregando de...

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) analisa os principais pontos do programa "Uma ponte para o futuro", que ele define como o "famigerado Plano Econômico do golpe" e "uma bússola de maldades"; segundo ele, o programa do PMDB prevê orçamento zero, com desvinculação das receitas de saúde, educação e transferência de renda; reforma tributária em benefício dos muito ricos; juros altos; fim da política de reajuste anual do salário mínimo, entre outros pontos; "Não tenho dúvida que um hipotético 'governo Michel Temer' ungido através de um golpe parlamentar de impedimento da presidenta Dilma será uma grande tragédia histórica. Nosso povo não merece tamanho destino inglório. Por isso, não passarão!", diz
Lindbergh Farias

O Plano Econômico do Golpe

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) analisa os principais pontos do programa "Uma ponte para o futuro", que ele define como o "famigerado Plano Econômico do golpe" e "uma bússola de maldades"; segundo...

"Um pedido de prisão anedótico e risível, digno de figurar como exemplo nas faculdades de Direito do que um promotor não pode fazer, sob hipótese alguma. Este me parece o melhor resumo da peça literária de péssima qualidade apresentada hoje pelo promotor Cássio Conserino, do Ministério Público Estadual de São Paulo. O circo estava armado, e Conserino não resistiu à tentação de apresentar um número sob os holofotes do picadeiro. Protagonizando uma iniciativa política capaz de desmoralizar a instituição que representa, Conserino pediu a prisão preventiva de Lula, tentando roubar o papel de líder político da mobilização golpista"; a análise é do senador Lindbergh Farias, do PT
Lindbergh Farias

A ópera-bufa de um promotor

"Um pedido de prisão anedótico e risível, digno de figurar como exemplo nas faculdades de Direito do que um promotor não pode fazer, sob hipótese alguma. Este me parece o melhor resumo da peça...

"O Banco Central fez a coisa certa pelos motivos certos: não cedeu a pressões espúrias e manteve a taxa básica de juros em 14,25%", diz o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), em artigo para o 247; "O clamor pela decisão de ontem era geral. Nestes primeiros dias de janeiro, as principais forças políticas e sociais da sociedade brasileira se pronunciaram a respeito", afirma o senador, que elogia a postura de Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, de não adotar uma postura dogmática; "a recessão e o desemprego inibiram o consumo, não se vislumbrando, portanto, um aumento da demanda - única hipótese em que se poderia cogitar a sério a possibilidade uma política monetária restritiva"
Lindbergh Farias

O BC acertou

"O Banco Central fez a coisa certa pelos motivos certos: não cedeu a pressões espúrias e manteve a taxa básica de juros em 14,25%", diz o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), em artigo para o 247; "O...

A profanação dos mortos é algo que se considera mais que chocante. É coisa abjeta. Infelizmente, no Brasil doentio e neoudenista de hoje, essas manifestações insanas de ódio político contra o PT e a esquerda em geral tornaram-se corriqueiras, quase banais
Lindbergh Farias

A Morte do Humano

A profanação dos mortos é algo que se considera mais que chocante. É coisa abjeta. Infelizmente, no Brasil doentio e neoudenista de hoje, essas manifestações insanas de ódio político contra o PT e...

Na prática, o projeto de autoria do senador José Serra (PSDB/SP) pune a Petrobras ao abrir para as grandes petroleiras estrangeiras a possibilidade de exploração exclusiva do pré-sal
Lindbergh Farias

Soberania ameaçada

Na prática, o projeto de autoria do senador José Serra (PSDB/SP) pune a Petrobras ao abrir para as grandes petroleiras estrangeiras a possibilidade de exploração exclusiva do pré-sal

Brasil 247
Lindbergh Farias

A luta pela terra continua

É muito simbólico que o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, tenha comparecido ao ato organizado pelo MST para reafirmar a luta pela terra e em lembrança dos 'mártires'

Ao vivo na TV 247 Youtube 247

Últimos envios

Revista Brasil 247