Pedro fávaro júnior

Se a representação do julgamento arbitrário, em praça pública, felicita uma multidão entre 5% e 10% da população da cidade, fiquei imaginando ao que poderá nos levar essa energia, essa força, se cristalizada
blog

Forca para quem mesmo?

Se a representação do julgamento arbitrário, em praça pública, felicita uma multidão entre 5% e 10% da população da cidade, fiquei imaginando ao que poderá nos levar essa energia, essa força, se...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247

Últimos envios

Revista Brasil 247