329, o dia que conheci o Lula

Ele chegou um pouco suado na testa, como quem tinha alguma pressa,... Mas com uma calma ímpar e serenidade tão intensa, e ao mesmo tempo, uma vontade enorme de conceder a entrevista (como se estivesse de alma lavada), o que chamou atenção de todos nós presentes

Eram 10:30 da manhã quando cheguei ao Hotel Pestana em São Luís, a convite de um amigo para conhecer o Presidente Lula.  Quando entrei havia pouca gente na recepção, o que indicara que Lula ainda não tinha retornado do Porto do Itaqui. Veja como foi aqui:

http://www.pt.org.br/ao-vivo-lula-visita-o-porto-de-itaqui/

Para minha surpresa encontrei o editor o Site Brasil 247, Leonardo Attuch, quem eu só conhecia por videoconferência, celular e e-mail. Conversamos um pouco e soube que Lula iria conceder uma entrevista exclusiva para o site , ao qual sou colunista/colaborador há 5 anos. Então pensei, Não vou esperar o amigo e vou ficar para a entrevista. Daí mataria dois coelhos com uma cajadada só, participaria da entrevista - realizando o sonho de qualquer jornalista – e, evidentemente conheceria Lula.

A sala que a equipe montou os equipamentos para fazer a transmissão ao vivo da referida entrevista com o presidente estava na frente da cozinha, onde o barulho de talheres e pratos era bastante alto, o que atrapalharia não só a concentração, mas também o áudio. Foi então que pensaram em outra sala, mas naquela altura do campeonato, não havia muito tempo para a preparação de outro local a tempo.  Lula chegaria a qualquer momento depois das 11h.

Alguém conseguiu então um apartamento, que muito tempo depois, soubemos que era exatamente embaixo do que estava o ex-Presidente.  Foram horas de suspense, será que o Lula com sua agenda super apertada, muitas lideranças políticas e autoridades com mandato, que queriam alguns minutos com ele, iria falar conosco? 

Depois de tudo instalado, resolvi descer para ver como estava a recepção. Nesse momento, uma multidão já tomava conta do Hall do Pestana e a segurança do Hotel já tinha dificuldades para conter a multidão que queria ver Lula de perto. Nesse momento, encontrei o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) que entrevistei em 2016, pouco antes do Impeachtment de Dilma Rousseff e, o avisei da entrevista que o presidente concederia-nos.

Na volta ao apartamento, o Leo Attuch perguntou por que não entrevistávamos ele? Foi então que entramos em contato com o deputado Wadih e o convidamos para uma entrevista . Quando chegou, fizemos uma transmissão ao vivo pelo Facebook para testar os equipamentos( um teste para a entrevista com Lula) , mas como uma multidão estava usando os dados móveis dos seus celulares na recepção, houve uma grande interferência nos dados do Link responsável por fazer a Live. A entrevista então, foi interrompida abruptamente, mas continuou sendo gravada. Foi um enorme sucesso! o deputado Wadih Damaous, como sempre, deu um show em suas respostas. Pena que na página do 247 no Face só colocaram uma pequena parte e depois, a retiraram do ar.

Já passava do meio dia e a tensão para entrevistar o Lula  só aumentava . O pessoal do Brasil 247 e da Revista Forum aguardava ansiosamente. Afinal, Lula não havia falado com nenhum veiculo de comunicação em são Luís e o momento – último dia da Caravana – pedia pelo menos um balanço de toda a viagem..

Lula foi almoçar e depois como era esperado, se recolheu para um breve descanso em seu quarto. A esperança da entrevista ia se esgotando a cada minuto que se passava no relógio. Já havia quase 5 horas de espera – sem almoçar – porque sabe lá, a qualquer momento o ex presidente poderia aparecer e se não estivéssemos prontos, perderíamos o furo!

De vez em quando um assessor de Lula entrava no quarto e dizia: “daqui a pouco o Presidente desce, aguardem só mais um pouquinho,…” Cada vez que alguém batia no apartamento, todos ficavam a postos, pensando que era o Lula.  E, por várias vezes, fomos traídos pela expectativa e nada, nada de Lula descer.

 Deu 17:20 no relógio e o meu tempo estava acabando. Pois, tinha que buscar meus 4 filhos em 4 escolas diferentes ( uma longe da outra) e o trânsito é muito intenso nesse horário na capital maranhense, o que poderia comprometer o meu roteiro.

Quando já estava me despedindo (frustrado óbvio!), como um passe de mágica, Luís Inácio Lula da Silva adentra rapidamente o quarto,… Nossa, nem acreditei!!! 

image

Ele chegou um pouco suado na testa, como quem tinha alguma pressa,… Mas com uma calma ímpar  e serenidade tão intensa, e ao mesmo tempo, uma vontade enorme de conceder a entrevista ( como se estivesse de alma lavada), o que chamou atenção de todos nós presentes.  Mas o clima foi quebrado logo quando fomos avisados - por sua assessoria - que tínhamos direito a apenas 10 minutos de entrevista, por conta dos compromissos que não poderiam ser adiados ( Lula faria o encontro final da Caravana com os maranhenses, na Praça D. Pedro II). Ouça aqui: 

http://lula.com.br/discurso-em-sao-luis-encerramento-da-caravana

Reveja o vídeo aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=zIfTl2YQ_W0

O Presidente chegou cumprimentado a todos, os confrades Leonardo Attuch (diretor do Brasil 247), Paulo Moreira Leite (colunista e diretor) e Leonardo Stoppa (o mais novo contratado do site), sentaram-se a mesa para por fim iniciar a tão aguardada entrevista.

Confesso que por um minuto pensei que o Attuch fosse me convidar para sentar (ele tinha convidado antes o Renato Rovaí da revista Forum, que preferiu por motivos óbvios, fazer a sua entrevista em separado), mas não rolou,…

Que decepção! Não naquele dia  eu teria o prazer de entrevistar o ex-presidente Lula,  pelas mãos do dono do site que colaboro há 5 anos. Uma enorme pena,  mesmo sabendo que o tempo era curto e que as respostas do ex – Presidente costumam ser extensas, eu no meu íntimo, sabia que poderia contribuir muito para essa entrevista. Confira com exclusividade um trecho que gravei por outro ângulo, aqui:

https://youtu.be/uyf–o-3JnM

Porém, fiz bons contatos naquele dia e quem sabe num futuro próximo, consiga no próprio Instituto Lula em SP, fazer talvez a entrevista da minha vida.

image

 

Preciso dizer aqui, que o Lula que encontrei naquele dia (5), foi um Lula tranquilo, ciente de sí e de sua inocência. Um Lula tranquilo mesmo depois dos longos dias de viagem cansativa, após percorrer todos os estados do nordeste do Brasil de ônibus e, de apertar as mãos de tanta gente humilde que gritava por socorro, nos lugares mais remotos desse agreste cabra da peste!

Vi  os seus olhos marejarem e a emoção de falar das pessoas que encontrou pelo caminho tomar conta de sua alma. Talvez tenha visto um Lula como poucos, muito poucos viram ou teimam em vê-lo em sua essência.

Ali tinha um Pai, tinha um irmão, tinha um trabalhador humilde que veio do sertão e conseguiu chegar ao posto mais alto da nação. Mas sem o deslumbre da profissão. Ao contrário, sua percepção de realidade era quase um bordão.

Dizem que sou apaixonado pelo Lula, eu? Logo eu? E por que não seria como tantos outros pelo Brasil a fora e a dentro?  Tantos que tem a certeza de sua idoneidade e, acima de tudo, conhecem o seu compromisso com os mais necessitados.

Acho que naquele dia descobri que o Lula é muito bonito de verdade, mais  pelas suas palavras e seu legado, do que pela chacota de seus detratores sem o devido revide. É impressionante o seu sucesso com o povo brasileiro, pessoas que viajam quilômetros de distância só pra vê-lo de perto e quem sabe, apertar a sua calejada mão. Hoje consigo entender bem esses porquês todos,… 

image

 

Conheci o ex – Presidente no mesmo dia em  que o PGR Rodrigo Janot, o denunciou novamente ao STF,dessa vez por obstrução de Justiça. Mas o simples Lula continuou sereno e, com  a mais nobre certeza disse: “Falar eles podem falar o que quiserem, quero ver é provar”, disse-nos  sobre uma pergunta envolvendo o Juiz Sérgio Moro, com quem ele se encontrará no próximo dia 13 (semana que vem) em Curitiba. Confira a entrevista completa aqui: 

https://youtu.be/uDk9-mDWmME

Para finalizar posso dizer que se já confiava em Lula, depois que participei – como ouvinte – de sua entrevista ao Brasil 247, afirmo com todas as letras que não tenho dúvida alguma de sua mais pura inocência.

image

 

Janot pode oferecer denúncia, a justiça de Moro condenar, o TRF-4 pode até confirmar; e a direita  e seus veículos de comunicação conseguir espalhar. Mas para milhões de brasileiros como eu e o povo todo do nordeste desse rico País, Lula absolvido sempre será. E se por algum motivo ele não puder disputar, saibam melhor agora, que de quem ele indicar, esse sim irá ganhar!

Posso garantir que não foi um sonho e nem me reclamar de ter esperado mais de 15 anos e 6 horas para acontecer. Só posso dizer que nunca mais esquecerei  do 329, o dia que conheci o Lula.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247