A dádiva de poder escrever

Pensei no que deveria escrever no primeiro dia de 2022, o ano que não passou

www.brasil247.com -
(Foto: Voney Malta)


Pensei no que deveria escrever no primeiro dia de 2022, o ano que não passou. O calendário diz que sim, mas tudo o que vem acontecendo neste ano que passou ainda vai custar a passar.

É verdade que algumas coisas são definitivas, ficamos um ano mais velhos. Perdemos amigos queridos, gente que não vão mais nos dar o ar da sua companhia. A pandemia continua aí, muda o nome da variante, mas é a mesma Covid-19 com uma nova denominação.

Eu acho que todos tivemos bons e maus momentos neste ano que passou. Em outra época recente as comemorações seriam muito mais intensas, muito mais alegres trazendo esperança de dias melhores que imaginamos chegar com a renovação do ano. A gente aguardaria pela virada para abrir a espumante e bater taças com as pessoas queridas, abraçaria até desconhecidos e desejaria de coração um Feliz Ano Novo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vivo em um país onde o calendário mostra nesta data a mudança de ano civil, onde não existe feriado e as comemorações são feitas em grande parte por imigrantes de outros países como eu. Os israelenses se juntam pela festa, e ninguém se importa com o trabalho no dia seguinte. Alguns já avisam antes que vão faltar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A virada de ano é um acontecimento global de fato. Os telejornais mostram os países que já estão em 2022 e todos fazem sua retrospectiva do ano que passou. No que se refere aos que nos deixaram, melhor nem falar. Tivemos menos guerras, mas as tragédias climáticas nos lembraram que este tema continua sendo urgente a ser melhor tratado por nossos políticos.

Neste restinho de ano no Brasil, mais do mesmo. O presidente que não trabalha saiu para passear sem passar a presidência para o vice. Quem já não fazia nada, continuou e quem não apitava nada, continuou também. Nem as inundações na Bahia tiraram o presidente do seu ócio costumeiro. Enquanto milhares de pessoas continuam desabrigadas, ele passeia de Jet-ski da marinha e visita parque de diversão em Santa Catarina, afinal ninguém é de ferro. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em Israel, no último dia do ano, um assalto espetacular contra uma empresa privada de cofres privados. Assaltantes invadiram o local, amarraram o vigia e saquearam os cofres. Como na maioria deles existia “dinheiro não contabilizado”, acredita-se que pouca gente vá prestar queixa. Alegria de uns, tristeza de outros.

A gente sempre tenta fazer um balanço do que fizemos, nem todos conseguem, nem todos se prestam a isso. Eu Procurei ser solidário com o próximo nos piores momentos, levantar a moral dos companheiros quando tudo parecia perdido, ajudar com uma palavra amiga quem precisava de um agrado e não deixar de escrever. Escrever me faz sentir vivo, ter um propósito.

Todo sábado pela manhã, salvo raras exceções, me sento no computador para escrever meu artigo do final de semana. As vezes já venho com o assunto pronto na minha cabeça, as vezes um comentário sobre algo que passou e eventualmente me sento com a mente limpa, livre para passear por diversos assuntos que vão surgindo como gotas de uma chuva que vai cair.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Espero neste ano que recém nasceu continuar escrevendo e recebendo críticas a cada texto. Sou daqueles que escreve tudo de uma só vez. Em cerca de 30 minutos já coloquei no papel o que tinha para dizer e em seguida publico.  Não sou de ficar mexendo no texto, escrevo de supetão e as palavras vão sendo escritas como se estivesse me escutando falar. Este é o meu estilo. 

Hoje o dia amanheceu cinza aqui em Hadera, onde moro. Nuvens cobrem o céu. Já choveu durante a noite, parou e deve recomeçar a qualquer momento. Deixo a vocês que me leem um abraço apertado, um desejo que 2022 seja um ano com muita saúde, amor e solidariedade. Que tenham mais um pouco de paciência, não percam a esperança por dias melhores e comecem a contagem para a mudança. Lula vem aí.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email