A facada do general

Perder a cabeça e pedir prisão perpétua para Lula é dar murro em ponto de faca não leva a lugar nenhum. Devagar com o andor, general.

Ô, general, com todo respeito, política não se faz com histeria. Se resolveu entrar na política agora, entrou pela porta errada. Diria que no mínimo 30% do país desconfia daquela facada de mal jeito. Ou seja, pelo seu ponto de vista atrofiado, um terço do país mereceria prisão perpétua. Se houve a facada - e isso acredito que houve -, ela dificilmente aconteceu pela forma que está sendo contada. E não vai ser dando murro na mesa e pedindo prisão perpétua para Lula que vai ter a garantia da verdade.

Responda, por favor, General Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI): como é que alguém acredita piamente na história da facada e fecha os olhos para evidências, com gravações e tudo, da relação absolutamente irregular entre o ex-juiz Moro e os procuradores de São Paulo?

Tem alguma coisa estranha, sim, general. Como militar, tem que saber disso. Como ministro do Gabinete de Segurança Institucional, tem obrigação ainda maior.

Perder a cabeça e pedir prisão perpétua para Lula é dar murro em ponto de faca não leva a lugar nenhum. Devagar com o andor, general.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247