A falta de educação é nossa!

Um vídeo de muito mal gosto, e, sem árbitro para punir os seus autores, está rolando nas redes sociais. Nele, brasileiros de classe alta se aproveitam do desconhecimento de algumas jovens russas sobre o nosso idioma, e as fazem repetir frases de cunho sexual e palavras chulas que as denigrem como mulheres

Um vídeo de muito mal gosto, e, sem árbitro para punir os seus autores, está rolando nas redes sociais. Nele, brasileiros de classe alta se aproveitam do desconhecimento de algumas jovens russas sobre o nosso idioma, e as fazem repetir frases de cunho sexual e palavras chulas que as denigrem como mulheres
Um vídeo de muito mal gosto, e, sem árbitro para punir os seus autores, está rolando nas redes sociais. Nele, brasileiros de classe alta se aproveitam do desconhecimento de algumas jovens russas sobre o nosso idioma, e as fazem repetir frases de cunho sexual e palavras chulas que as denigrem como mulheres (Foto: Nêggo Tom)

A estréia da seleção brasileira na Copa da Rússia, não foi das melhores. O empate em 1x1, com a Suíça, foi um golpe no otimismo que tomava conta da torcida, da imprensa e dos próprios jogadores. Embora estejamos nos acostumando a sofrer golpes de todo tipo, fica difícil disfarçar a sensação de derrota, diante de um resultado, até certo ponto, surpreendente
O que já não nos surpreende mais, é a capacidade que alguns "cidadãos de bem" do nosso país, têm para protagonizar cenas vergonhosas vestidos com a camisa verdade amarela.

Não nos sai da retina, as imagens dos paneleiros adoradores do pato amarelo, desfilando pelas ruas com a camisa da CBF e corroborando com o golpe mais vergonhoso já aplicado à democracia nacional. Agora, nas ruas da Rússia, integrantes da mesma classe golpista decidiram mostrar ao mundo o que é que tem dentro de suas panelas. 

Enquanto alguns reclamam da atuação do árbitro de vídeo no jogo do Brasil, por não ter alertado ao árbitro do jogo para o empurrão sofrido por Miranda, no gol de empate dos suíços, e sobre um possível pênalti cometido em Gabriel Jesus, um vídeo de muito mal gosto, e, sem árbitro para punir os seus autores, está rolando nas redes sociais.
 
Nele, brasileiros de classe alta, nascidos em berço de ouro, frequentadores de educandários tradicionais e criados a suco de pera, se aproveitam do desconhecimento de algumas jovens russas sobre o nosso idioma, e as fazem repetir frases de cunho sexual e palavras chulas que as denigrem como mulheres, as expondo a escrotice característica de uma turma que costuma festejar o pseudo combate a corrupção, organizado pelo Juiz parcial de Curitiba, no prostíbulo de Oscar Maroni. 

Abaixo, links onde é possível presenciar o senso de humor e o nível de educação contido nessa gente fina, elegante, sincera e golpista. O ministério da saúde adverte: As cenas podem provocar vômitos e outras reações, a quem for alérgico a estupidez e a falta de respeito com o outro. 

Aos que entendem que o problema de desenvolvimento econômico e social do país , é devido a falta de educação e de cultura dos pobres e dos favelados, aconselho-os a rever os seus conceitos. Espero que essas cenas vergonhosas, tenham sido vistas pelo candidato a presidência, que um dia apresentou projetos para esterilização de pobres, como forma de combate a miséria e a criminalidade, afirmando que o povo (leia-se, pobres) não está preparado para receber educação e que investir em educação, é bobagem. 

Eu proporia a esterilização de cidadãos de bem, que educam seus pupilos para oprimir minorias, para se colocarem em posição de superioridade sobre os demais, se valendo da condição financeira e do status social que possuem. Foram educados, mas, não civilizados o suficiente, para respeitarem mulheres. Sejam elas brasileiras ou de outro país. Qual será o sentimento das mães desses playboys, ao constatarem que seus rebentos não passam de um projeto mal sucedido de homens de bem de direita, que não respeitam nem o ventre de onde saíram?

Ao ridicularizarem as jovens russas, esses babacas engomadinhos atingem a honra de todas as mulheres. Inclusive, as suas progenitoras.  Mais uma vergonha, vestida de verde e amarelo, patrocinada pela elite conservadora e tradicional, e estrelada pelos frutos que ela dá. Como homem, peço perdão às jovens russas que foram agredidas por esses "manés" e a todas as mulheres que foram ofendidas com tal atitude. E tenho certeza, que todos os homens brasileiros que tenham o mínimo de vergonha na cara, também o fazem. 

Pra frente, Brasil! 

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247