A hora da certeza

"Não há mais espaço para as dúvidas. Estamos diante de um quadro complexo de luta contra o fascismo em suas formas mais sofisticadas", escreve o colunista Carlos D'Incao, acrescentando que "o STF rasga diariamente a Constituição Federal, num sórdido processo de revezamento de seu escárnio entre os seus ministros. O último foi Fux ao não permitir uma simples entrevista com Lula". "A hora é de termos a certeza de que em nada a esquerda e os treze anos de PT são responsáveis por esse nível de surrealismo fascista"

A hora da certeza
A hora da certeza (Foto: Esq.: José Cruz - ABR / Dir.: João Valério)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Não há mais espaço para as dúvidas. Estamos diante de um quadro complexo de luta contra o fascismo em suas formas mais sofisticadas.

O STF rasga diariamente a Constituição Federal, num sórdido processo de revezamento de seu escárnio entre os seus ministros. O último foi Fux ao não permitir uma simples entrevista com Lula.

Os episódios de pisoteamento da democracia de multiplicam de modo a tentar se criar “por jurisprudência” uma nação sob o comando do autoritarismo arcaico do poder judiciário.

É chegada a hora de termos a certeza de que isso precisa ter um fim e que a ordem democrática deve ser restabelecida de forma imediata.

Temos uma liderança popular presa -sem provas - há 175 dias. Temos um candidato que fala abertamente que não aceitará os resultados eleitorais e que não passa de um delinquente que não consegue deixar de cometer crimes tipificados na lei quando abre a boca para dizer uma simples fala, destilada a seus dementes seguidores.

A hora é de termos a certeza de que em nada a esquerda e os treze anos de PT são responsáveis por esse nível de surrealismo fascista.

Culpar o PT, Lula e Dilma, pela escolha desses ministros do STF, que querem impor uma ditadura da toga na nação, é o mesmo que achar culpa naqueles ou naquelas que sofrem a violência urbana por estarem usando trajes inapropriados ou caminharem na hora errada do dia.

Por acaso Lula e Dilma devem ser crucificados por acreditarem na República e nas instituições democráticas que por milênios são consagradas no ocidente? Seriam culpados por não fazerem um emparelhamento político do PT no judiciário, respeitando as divisões entre os poderes?

Não podemos ter dúvidas. Lutamos e votamos pelo que havia de melhor. A reação a isso só poderia ser esse ranço reacionário, que não vem das coalizões políticas - tão rotineiras em qualquer democracia - e nem da suposta ingenuidade das lideranças petistas em escolher aqueles que futuramente se tornariam traidores da pátria.

A reação vem dos demônios que habitam as “mentalidades de senzala” das elites, do ódio aos pobres que vivem nos eternos arraiais de Canudos que persistem ao longo de nosso território e na ideia de que a dignidade humana deve ser um privilégio e não um direito universal.

A hora é de termos certeza de que Haddad é a porta para o início do fim dessas forças fúnebres que nunca quiseram ter no Brasil uma pátria para se orgulhar, mas uma nação para se usurpar riquezas o suficiente para se mudar para a Europa ou para os EUA.

Eu sinto muito que tantos se iludam com Ciro Gomes e Marina Silva e pensam que eles são alternativas viáveis... Não são... Ciro poderia apoiar o Haddad ainda no primeiro turno, pois é ele que tem um partido 20 vezes maior que o de Ciro e que tem amplo acesso aos movimentos sociais organizados. O mesmo quadro se agrava com Marina...

Esqueçamos... ambos não farão nada disso. Tenhamos a certeza de que, por hora, caminharemos sozinhos.

Temos uma luta histórica pela frente. Podemos vencer. Mas não sem luta e intensa militância, em um tamanho e intensidade como nunca se viu na história desse país.

Uma luta que se assemelha àquela onde os aliados deixaram diferenças de lado contra o eixo fascista na segunda guerra.

E lutar é um adjetivo que não pode existir sem o acompanhamento da certeza. Pois ninguém luta com dúvidas em seus corações. E a gente sabe: o inimigo não tem coração.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247