A Justissa acéfala, anômala e teratológica

Diante de todos os fatos políticos registrados nos últimos 3 anos, pode-se afirmar que a Justiça no Brasil passou a enxergar, mas somente os vermelhos do PT. Os integrantes, filados  e simpatizantes da esquerda brasileira, vem sofrendo ao longo desses últimos anos, tratamentos exclusivos e anormais

A Justissa acéfala, anômala e teratológica
A Justissa acéfala, anômala e teratológica (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Diante de todos os fatos políticos registrados nos últimos 3 anos, pode-se afirmar que a Justiça no Brasil passou a enxergar, mas somente os vermelhos do Partido dos Trabalhadores. Os  integrantes, filados  e simpatizantes da esquerda brasileira, vem sofrendo ao longo desses últimos anos, tratamentos exclusivos e anormais ( inclusive mudando direitos e garantias fundamentais constitucionais), jamais vistos antes e em muitos casos, nem depois das punições.

Só para citar alguns:

1-      Pedaladas fiscais de Dilma, que levaram ao “tropeço da democracia”, o Impeachtment por Lewandowski, logo depois foi mudada a lei e o “crime” não valeu pra mais ninguém.   

2-      Grampo Ilegal de Lula e Dilma então Presidenta da República, criticado por Teori Zavascki e autorizado pelo Juiz Sérgio Moro.

3-      Condução coercitiva de Lula, só agora considerada inconstitucional pelo STF.

4-      Prisão de Lula, fato mais do que comprovado que o tal Triplex nada tem a ver com propina da Petrobras, nem reforma de cozinha e elevador privativo e muito menos é de propriedade do ex-presidente.

5-      Rejeição do HC de Lula pelo Ministro tucano Alexandre de Moraes do STF.

6-      Recusa  inexplicável da pauta da prisão em segunda instância pela Presidenta Carmem Lúcia do STF.

7-      Intervenção e descumprimento do juiz Sérgio Moro no HC de Lula concedido pelo desembargador Rogério Favreto do TRF4.

8-      Intervenção do desembargador Thompson Flores do TRF4 no HC de Lula, enquanto existia um plantonista ( Favreto) responsável pelos atos deste tribunal .  

9-      Intervenção do desembargador Gebran Neto do TRF4, relator do processo de Lula , no HC do presidente, anulando todos os atos do colega desembargador Favreto (hierarquicamente na mesma posição).

10-   Silêncio da Juiza Carolina Lebbos da 12ªVara de Execuções Penais de Curitiba, diante d Chicana, que manteve Lula preso mesmo depois da expedição do Alvará de Soltura pelo desembargador competente.  

Obviamente tiveram centenas de outras ações cinematográficas e inacreditáveis da Justiça, ao longo da Operação prende à Jato, cujo objetivo sempre foi destruir Dilma, Lula e o PT, como rejeição de delações que beneficiavam petistas em detrimento de outras que foram aceitas por prejudica-los.

Não tem como não registrar a negação, indeferimento ou negação dos 143 pedidos de Habeas Corpus de Lula, pela mesma Ministra Laurita Vaz – Presidente do STJ – que concedeu a liberdade para o médico estuprador de 48 pacientes Roger Abdelmassih e que vivia foragido da Justiça brasileira no Paraguai, onde foi preso.

A Dra Laurita Vaz decide em causa própria e quando se encontra no abismo jurídico entre a razão e a emoção, mantém preso o maior líder político mundial depois de Nelson Mandela (um igualmente preso político) com o maior índice de intenções de votos para Presidente da República  da história, em detrimento do geneticista estuprador de pacientes. Ou seja, Lula é mais periculoso por tirar mais de 16 milhões de pessoas do mapa da fome( dentre outras obras importantes), do que o milionário estuprador Abdelmassih.

Ainda tem Coxinhas, reacionários e eleitores  do Bolsonaro, pessoas da ultradireita radical branca conservadora e escravocrata neoliberal de direita, que acreditam que Lula não é um perseguido da justiça. Imagine se ele não o fosse tão massacrado pela mídia golpista comandada pela globo?

Para piorar a credibilidade da Justiça, a Dra Lebbos responsável pela integridade de Lula na Sala onde se encontra apreendido, saiu do esconderijo e proibiu de forma inaceitável ( pior que o AI-5), o ex-presidente de conceder entrevistas ou participar de debates e sabatinas na prisão.

Como tudo que está pior, pode piorar ainda – como esse governo decorativo e entreguista de Temer, vem a Dona PGR Raquel Dodge e pede abertura de inquérito no mesmo Supremo Tribunal de Justiça da Dona Laurita Vaz (entenderam a rede de intrigas?) contra o desembargador Rogério Favreto, por causa de sua expedição justa e muito bem fundamentada, do Alvará de Soltura de Lula. Algo como um ciclo infinito de barbaridades e perseguições implacáveis contra o ex-presidente.

Alguém pode chamar essa justiçaria reciclatória de Justiça com cedilha? Tenho certeza que não! Com o fim da República Fedorativa de Curitiba, o alto clero judicial do Sul do Brasil, está criando a Monarquia Moro, onde tudo e todos ( mortais, policiais federais ou togados) são subordinados e subservientes ao bel prazer e, as patologias judiciais do Juiz da 13ª vara de Curitiba.

Enquanto isso o Ministro decano Marco Aurélio de Mello, que já afirmou que a prisão de Lula é ilegal, imoral e inconstitucional -  que poderia canetar e acabar com esse circo de cartas marcadas para tirar Lula das eleições e conceder o seu HC - prefere assistir a tudo em sua zona de conforto, com medo de virar editorial do Jornal Nacional.

Nada justifica o que essa Justissa ( com dois esses mesmo), está fazendo exclusivamente com Lula. Nada Justifica o poder judiciário não seguir a Constituição e atropelá-la legislando em causa própria. Nada justifica um Congresso apático, onde a gasolina e tudo sobe praticamente todos dia e,  eles continuam tocando tambor pra doido dançar.

Contudo conclui-se que vivemos o apocalipse judicial, onde por enquanto só a Justissa, acéfala, anômala e teratológica está vencendo. Todos os covardes que citei acima nesse texto, se escondem atrás da toga poderosa da(in)justiça. Cabe aos bons juízes, aos bons desembargadores, aos bons deputados e senadores, aos bons advogados, lutarem contra essa epidemia do mal que persegue Lula e todos os direitos e garantias constitucionais conquistadas com a morte da ditadura.

Os brasileiros incrédulos tanto nessa pseudo- justiça quanto na ausência de heróis, precisam se mobilizar e ganhar as ruas, precisam mostrar que o Brasil digno é aquele que não acredita nessas injustiças travestidas de decisões judiciais copiadas e coladas, repetidamente usadas por que está muito longe égide da justiça.

A Deusa Themis deve está tão envergonhada com a quebra de sua balança (que assegurava os direitos iguais para todos) e com forte Luz Vermelha , que a obrigaram a enxergar ( pois, mantinha a verdadeira isenção porque não via capas de processo), que se esconde dentro dos livros de direito, para não ser hostilizada por quem tem um coração justo.

Só existe duas possibilidades reais para Lula não ser Presidente:

1- Se uma xícara de café (com o poder de 100 guerreiros astecas) matá-lo envenenado acidentalmente.

2 - Se os Ministro Constitucionalistas do STF, que são contra a prisão em segunda instância  e todos sabem quem são, continuarem fingindo que o problema das injustiças é exclusivo do Lula e , não é de todos ( mais de 100 milhões de brasileiros) que acreditam que ele é a melhor e única esperança para reconstruir esse País.  

 

 

 

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247