A “Lava Jato" é capítulo posterior ao “Mensalão"; a ordem era destruir o PT, Lula, Dilma e, antes, banir Zé Dirceu

Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ do Senado
Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ do Senado (Foto: Lula Marques)

Lula, Dilma e, antes, banir Zé DirceuO Brasil convive com uma cena histórica típica de grandes filmes ficcionais, mas que bate forte na real vida nacional porque se trata de realidade forjada de 2003 para cá com a ascensão de Lula, “o Cara", com objetivo claro de implodir o PT, o ex-presidente, Dilma Rousseff, mas a primeira vítima foi José Dirceu que, se não tivesse sido punido sem provas, teria sido presidente da República. 

 E com Zé Dirceu o Brasil seria maior do que é nas relações com Países, dizem especialistas internacionais. Já ali, como ministro, ele dialogava com os principais lideres do mundo sendo muito respeitado, inclusive pelo temido Fidel Castro. Ele tinha acesso ao mundo.  

Esta ampla síntese resgata em 2019 uma longa trama bancada pelas petrolíferas internacionais lideradas pela EXXON tão defendida pelo senador José Serra em conluio com forças empresariais, vários lideres politicos, parte expressiva do Judiciário e MPF – todos orquestrados pela Grande e Média Midia para eliminar do Planeta a sigla e lideres do PT. 

ANTES DO HORROR CONTRA LULA

 A cada dia que se passa mais fica comprovada a trama liderada pelo ex-juiz Sérgio Moro com influência e condução da Lava Jato junto ao então manietado MPF e o mamulengo Dallagnol, como estão nos vários diálogos do The Intercept, agora reforçados pela Folha de São Paulo com objetivo explicito: prender Lula forjando provas inexistentes para tirá-lo da disputa presidencial de 2018.  

Mas, antes deste atentado neo clássico da Justiça retrógrada com fins politico, se faz indispensável lembrar que a armação de Golpe contra Lula e o PT atingindo Zé Dirceu primeiramente, começou em 2003 quando o ex-presidente recusou manter o acordo de FHC com a Casa Branca para criar a ALCA ( Mercado de Livre Comércio) envolvendo o México. 

 Lula não só recusou como resolveu optar por apoiar fortemente o Mercosul – região sempre ignorada pelo Brasil – passando a liderar a América do Sul até incentivando candidatos nativos, como Evo Morales, Mujica, Hugo Chavez, Cristina Kristner, etc. Fez mais: optou fortemente por dialogar com a China, Rússia, India e África liderando e consolidando os BRICS como contra-ponto econômico aos EUA resolvendo a fome de milhões de brasileiros, pagando as dividas ao FMI e descobrindo o Pré-Sal. À época de Lula, Wladimir Putin e Ji Jiping não tinham 20% da força global que têm hoje.

 ZÉ DIRCEU, A PRIMEIRA GRANDE VÍTIMA

 Muito longe da retórica e discurso falacioso de combate à corrupção, tema sempre recorrente nas graves crises nos Países, em especial no Brasil, o caso brasileiro tem um quê diferenciado porque a Grande Trama internacional com apoio interno, não admitia sob hipótese alguma a possibilidade do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, ser o sucessor de Lula no Palácio do Planalto. Diferente de Dilma, com Zé Dirceu o Brasil passaria a ter outro patamar, além do significado de Lula, porque ele sempre foi o mais cerebral e estratégico socialista da América do Sul – e não só do PT – portanto, se configurou como alvo maior a ser abatido.  É a partir dai que surge o Caso Mensalão no qual o MPF, através do então Procurador Geral, Roberto Gusmão, mais o presidente do STF, Joaquim Barbosa, disseram em seus votos que não haviam provas materiais contra o ex-ministro, mas pediam sua condenação em nome da teoria do “Dominio o fato" praticando absurdo juridico inaceitável.  Até hoje não apresentaram provas, mas o condenaram ideologicamente com influências externas.

 NADA DE COMUNISMO,APENAS JUSTIÇA 

A Elite financeira e parte da classe média conservadora brasileira, de direita, vive pregando medo aos incultos ou desinformados de que Lula e o PT significam a retomada do Comunismo, cujo discurso é falacioso até porque, mesmo estando preso politico em Curitiba, Lula sempre defendeu a obediência às Leis e seu maior legado sempre foi saber defender a Soberania nacional. Lula, Zé Dirceu e Vacari precisam ser libertos porque não há provas materiais de deslizes éticos porquanto o Judiciário e MPF condenaram sem provas e isto é crime.  Voltaremos ao assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247