A nova Crise da Justiça brasileira, a face do Lawfare impositiva diante do Mundo pedindo liberdade de Lula

Os novos fatos gerados a partir da Comissão de Direitos Humanos da ONU recomendando ao Brasil a garantia de disputa eleitoral do ex-presidente Lula é o Capitulo externo e isento fora do Brasil não previsto pelo Golpe a provar diante dos autos que a Justiça Brasileira e o aparato auxiliar policial agem de caso pensado em impor o tratado de Lawfare – uso da Lei para perseguir- gerando reação no Mundo

A nova Crise da Justiça brasileira, a face do Lawfare impositiva diante do Mundo pedindo liberdade de Lula
A nova Crise da Justiça brasileira, a face do Lawfare impositiva diante do Mundo pedindo liberdade de Lula (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

Os novos fatos gerados a partir da Comissão de Direitos Humanos da ONU recomendando ao Brasil a garantia de disputa eleitoral do ex-presidente Lula é o Capitulo externo e isento fora do Brasil não previsto pelo Golpe a provar diante dos autos que a Justiça Brasileira e o aparato auxiliar policial agem de caso pensado em impor o tratado de Lawfare – uso da Lei para perseguir- gerando reação no Mundo.

A posição de descaso do Ministro da Justiça, Torquato Jardim, como do Itamaraty e, de sorte, da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, deixa claro, sem dúvida alguma, que há articulação combinada entre os Agentes da Justiça brasileira impondo ao ex-presidente o Estado de Exceção rasgando por completo a Constituição Federal e, por seguinte, o Estado Democrático de Direito.

Perseguição desmedida
O fato de agora, com ampla repercussão internacional, se alinha ao procedimento articulado de recente decisão do Ministro da Segurança, Raul Julgman, dos desembargadores Carlos Thompson Flôres, João Gebran Neto e do juiz federal Sérgio Moro determinando a desobediência de autoridade reconhecida, no caso o desembargador Rogério Favreto, mandando a Policia Federal soltar o ex-presidente.

Pior: com aval e cumplicidade da Procuradora Geral da República rasgando os primados do Ministério Público de respeitar e cumprir as Leis. Ao contrário, de forma arbitrária, ela se incidiu no caso atropelando o rito processual. E isto é crime ao não acatar ordem judicial.
Não custa lembrar que Lula foi punido por Moro e o TRF – 4 sem nenhuma prova de qualquer crime, posto que o triplex do Guarujá teve atestado da Justiça de não ser de propriedade de Lula, portanto, o juiz de Curitiba seguiu a Cartilha do Lawfare imposta pelas autoridades americanas.

Outra etapa do Golpe
O Supremo Tribunal Federal e o Tribunal Superior Eleitoral insistem em ignorar grave chaga politica defronte do prédio – sede onde Ativistas Politicos estão há semanas em Greve de Fome pela soltura de Lula.

Será que vai ser preciso haver mortes para as Côrtes do País acordarem para o péssimo exemplo no trato do Caso Lula?

Síntese
O problema em torno de Lula deixou de ser assunto interno apenas ao Brasil, pois faz parte da grande trama que impôs punições sem provas no Mensalão ao ex-ministro José Dirceu e, recentemente, no Impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Tudo posto teve o intuito de aniquilar e extinguir Lula e o PT, só que o Golpe imposto pela Justiça parcial e a Midia ditadora não conseguiram barrar outra fase na qual a sociedade passou a ter convicção de que Lula e o PT são inocentes e perseguidos politicos, dai a alta aprovação de Lula para presidente diante do desespero da Grande Trama da Ultra – Direita.

Neste contexto muitas são as reações e efeitos, um deles é Fernando Lula Haddad projetado para o segundo turno com chances reais de ser Presidente, caso a Justiça brasileira insista em agredir a constituição e a ONU.

Há um forte processo de reversão pró soberania do Brasil.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Hayle Gadelha

Os 1.500 olhos dos Bolsonaros

Joice disse que os filhos de Jair Bolsonaro têm funcionários dedicados a criar perfis falsos (uns 1.500) em redes sociais, como Instagram, WhatsApp e Twitter. Definitivamente, o país não pode...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247