A olhar Jesus - E pensar em Lula

Jesus é a Palavra em Sermão da Montanha. A ação política mais revolucionário da história humana. Por este motivo Ele foi assassinado. Jesus foi preso político

Lula
Lula (Foto: Ricardo Stuckert)

O controle do poder religioso e instrucional sabe e entende, compreende, como controlar gerações de seres humanos, a tratar em todos segmentos da sociedade em mais de dois milênios do revolucionário Jesus Cristo, razão da revolução democrática tão desejada pela humanidade e, principalmente, pelos oprimidos, que hoje são chamados erroneamente de minorias, quando deveriam ser chamados de grupos sociais questionadores do status quo.

Questionadores!

O controle institucional, político, territorial e econômico se dá e acontece há mais de dois milênios quando o estado romano, que era e ainda é o estado colonizador como potência em todas eras decidiu afirmar à humanidade que Jesus morreu fisicamente "entre" bandidos, quando ele, na verdade, foi ao holocausto "como" bandido, assim tratado pela classe média e pelos ricos da época, em minoria, que foram certificar se suas mesquinharias e perversidades dariam fim a um homem que escolheu o lado dos despossuídos e oprimidos em todos sentidos, não somente econômico.

O establishment trata "como" bandido quem o questiona. E o conservador chama de "rebelde" quem não obedece. Entendeu? Trata-se da forma infame ao tempo que sofisticada, pois plena de signos para controlar seu talento e pensamento. Perpetuar-se no poder, tanto no privado quanto no público.

É o que acontece também quando religiosamente, ideologicamente e politicamente a religião se transforma em igreja de homens poderosos, que estão presentes em todos poderes constituídos. Jesus não fundou igreja feita de pedra politicamente institucionalizada, pois foi crucificado por combater esta igreja, que é o Estado empresarial - burguês.

A verdadeira igreja está dentro da carne - do corpo humano. Nós somos catedrais de nós mesmos. O arbítrio é outra coisa. Arbítrio é escolha... E desejo. Ser arbitrário é ser tirano, mesmo se você for chefete de pequena repartição. Arque com suas escolhas.

Jesus é a Palavra em Sermão da Montanha. A ação política mais revolucionário da história humana. Por este motivo Ele foi assassinado pelo estado e pela igreja institucionalizada, que são a mesma coisa, inclusive nos tempos de hoje. Jesus foi preso político.

Agora, se o poder estabelecido há milênios tergiversa e distorce a realidade e a razão, quando resolve mentir para manter seus benefícios e privilégios, não é problema de Jesus. Afinal, Ele sempre soube disso, quando antes de ser torturado e morto pelas casas grandes da época se transfigurou, subiu ao céu, em honra à vida, e desceu à terra onde escorreu Seu sangue.

Jesus pertence à justiça. Sem justiça não há paz. O injusto não conhece Deus.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247