A Olimpíada é nossa: Fora Temer!

Na verdade, a realização das Olimpíadas no Brasil, sonho dos brasileiros de quase 100 anos, foi essencialmente uma conquista do ex-presidente Lula e de suas ações e palavras certas ditas no momento certo

Rio de Janeiro - RJ, 14/06/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante audiência concedida à Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional - COI. Foto: Beto Barata/PR
Rio de Janeiro - RJ, 14/06/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante audiência concedida à Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional - COI. Foto: Beto Barata/PR (Foto: Chico Vigilante)

Como tudo que é feito pelo governo golpista de Temer- destruir conquistas sociais e políticas; passar a imagem de salvador da pátria; e mentir descaradamente- agora também pretende aparecer como o responsável pelas Olimpíadas no país. Quanta hipocrisia.

Na verdade, a realização das Olimpíadas no Brasil, sonho dos brasileiros de quase 100 anos, foi essencialmente uma conquista do ex-presidente Lula e de suas ações e palavras certas ditas no momento certo.

Em discurso para o Comitê Olímpico Internacional, em 2009, ao concorrer com Tóquio, Madri e Chicago, Lula disse: "Chegou nossa hora. Chegou! Entre as dez maiores economias do mundo, o Brasil é o único país que não sediou os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. Para os outros, será apenas mais uma Olimpíada. Para nós, será uma oportunidade sem igual. Aumentará a autoestima dos brasileiros, consolidará conquistas recentes, estimulará novos avanços".

Com sua visão da importância do Brasil como líder político na América Latina – fato para o qual Temer e Serra são estupidamente cegos - Lula disse: "Essa candidatura não é só nossa. É também de um continente com quase 400 milhões de homens e mulheres e cerca de 180 milhões de jovens. Um continente que nunca sediou os Jogos Olímpicos. Está na hora de corrigir esse desequilíbrio."

A verdade é que devido a Lula e Dilma as Olimpíadas são hoje uma realidade que vai permitir que o Brasil seja visto por 5 bilhões de pessoas de todo o planeta.

Após muito lutar para que o Brasil sediasse as Olimpíadas, Lula saiu do governo deixando toda a infraestrutura iniciada, cujo projeto foi tocado a seguir pela presidenta Dilma Rousseff, hoje uma realidade que mudará a vida de muitos brasileiros.

Não vamos permitir que o vampiro Temer receba os aplausos como responsável pelo projeto. Fora Temer. A comunidade internacional reconhece desde 2009 o papel decisivo do presidente Lula na vitória do Brasil para sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

A revista inglesa The Observer afirmou em artigo daquele ano que a vitória do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas reflete o empenho do governo Lula para colocar o País entre as nações de liderança política mundial.

A publicação destacou a atuação da diplomacia brasileira que, sob a batuta de Lula, conseguiu consolidar a importância do G20 – grupo que reúne as vinte maiores economias do planeta.

O G-20 foi reconhecido nos Estados Unidos como o fórum responsável pela tomada decisões de âmbito mundial, em substituição ao G8.

De acordo com The Observer, essa "nova atitude" do Brasil se deve, em muito, à atuação do presidente brasileiro.

Segundo a revista na ocasião, Lula figura entre os chefes-de-estado sul americanos que "estão ajudando a colocar o chamado 'continente esquecido' de volta no mapa".

No mesmo ano, a norte-americana CNN, afirmou que "a vitória do Rio também é uma vitória de Lula".

Segundo o Wall Street Journal, os Jogos Olímpicos "cristalizam a ascensão do Brasil como poder econômico e político".

O El País, da Espanha, lembrou que, quando assumiu o segundo mandato, o presidente Lula disse que o Brasil "estava cansado de ser um país emergente".

Para o jornal espanhol, a escolha do Rio para as Olimpíadas "premiou a situação geoestratégica brasileira e a pujança econômica ascendente deste gigantesco país, cada vez mais emergente e menos terceiro-mundista".

Ainda de acordo com El País , a ambição de levar o Brasil à categoria de "desenvolvido" fará Lula entrar para a história. "O futuro do Brasil, com suas luzes e suas sombras, determinará sem dúvida o futuro da América Latina".

Sim, nossa luta pela retirada do governo golpista de Temer do poder faz parte, é verdade, da luta dos povos latino americanos contra o avanço do imperialismo e do fascismo e pela defesa das conquistas dos direitos de todos os trabalhadores, das liberdades democráticas e dos direitos humanos no Continente.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247