A senhora septicemia

Nós estamos diante de um sujeito que idolatra torturadores, que despreza as diversidades humanas e que desejou explicitamente a morte da ex-presidente. Todas as vidas importam, é verdade. No entanto, nem todas contam de verdade. Esta não fará falta ao mundo nem hoje, nem amanhã. Se eu dissesse outra coisa, estaria sendo hipócrita comigo mesmo e com minhas convicções. Recebo humildemente as críticas contrárias de cabeça erguida

A senhora septicemia
A senhora septicemia

Eu acho que é muito nobre escutar dizer que quem salva uma pessoa, salva a humanidade. O que está por trás disso daria muito pano pra manga em longas conversas sobre ética e moralidade. 

Nestes dias em que o presidente eleito está convalescendo de uma cirurgia tenho lido e também contribuído com postagens sobre o seu estado de saúde com conotações humoradas em relação a sua evolução. Em algumas destas postagens dou a entender que não me abalaria em nada se o pior vier a acontecer. 

Por conta disso, algumas pessoas me repreenderam no sentido de que não devemos desejar a morte de ninguém. Algumas baseadas na religião, outras com base na ética e até com base na ideologia de esquerda.

Quero dizer que respeito a todas vocês. Não sou religioso, a ética neste caso, acho que é discutível e ideologicamente não concordo que ser de esquerda implica necessariamente desejar que ele permaneça entre nós.

Não vou adentrar em cada um dos temas, mas quero tentar explicar meu ponto de vista de maneira simples sem gerar grandes discussões.

Por não ser religioso, eu acredito na humanidade e na sua capacidade de transformar o mundo em um lugar melhor para as próximas gerações. A maioria de nós, os humanos, somos capazes de nos colocar no lugar do outro e sentir a sua dor nos momentos mais difíceis. Infelizmente nem todos são assim. Pelo menos 4% da população sofrem de algum grau de psicopatia de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Algumas destas pessoas vão conseguir serem treinadas para viver em sociedade, outras não. A história está cheia de episódios de enormes tragédias humanas causadas por eles. São casos de Lesa Humanidade. 

Quando alguém disse aquela coisa linda que mencionei sobre salvar a humanidade, tenham certeza que não se referia a nenhum psicopata. A psicopatia não tem cura. Muitos acontecimentos históricos de Lesa Humanidade foram concebidos e executados por gente assim.

Sou radicalmente contra a pena de morte por uma razão muito simples de que o sistema judiciário é falível e em algum momento um inocente será executado sem possibilidade de se reparar o erro, como acontece nos países que aplicam este castigo.

No entanto, isso não me torna simpático a criminosos, especialmente aqueles que buscam causar o mal, não importa qual, para atingir seus objetivos. Não coaduno com gente deste tipo.

Nós estamos diante de um sujeito que idolatra torturadores, que despreza as diversidades humanas e que desejou explicitamente a morte da ex-presidente. Que chegou ao poder trapaceando nas eleições e porque seu principal concorrente foi mantido na prisão em uma condenação sem provas.

Este cara montou o pior governo que o Brasil já conheceu em todos os seus aspectos. Ninguém se salva ali. Se fosse por mérito, nem para gestão de clube de esquina eles servem. O país já é motivo de chacota internacional e tudo isso em pouco mais de 30 dias.

Foi esta pessoa que disse que tem que matar todos os esquerdistas. Que devemos deixar o país e que mostrou seu contentamento com a renúncia ao mandato e exílio voluntário de Jean Willys.

Então, creiam que quando digo para ele se cuidar porque a Sra. Septicemia está rondando seu quarto, o faço com boas intenções. O Brasil ainda tem jeito, mas não com ele. O quadro que se pinta é de um retrocesso monumental. O sofrimento que ele vai causar a boa parte dos brasileiros ficará registrado em mais um capítulo sombrio da nossa história.

Todas as vidas importam, é verdade. No entanto, nem todas contam de verdade. Esta não fará falta ao mundo nem hoje, nem amanhã. Se eu dissesse outra coisa, estaria sendo hipócrita comigo mesmo e com minhas convicções. Recebo humildemente as críticas contrárias de cabeça erguida.

Não desejo a morte de ninguém, mas não tranco a porta do quarto dele para a Sra. Septicemia.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

As caçadas de Witzel
Teju Franco

O Estado exterminador

É assustadora a inação das instituições do país em relação ao governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel. O homem é um genocida. Parece que só Luis Nassif está dando a devida gravidade ao fato

Ao vivo na TV 247 Youtube 247