A URV vinte anos depois

A nova moeda fortaleceu a democracia e criou as bases para um combate efetivo à pobreza e à desigualdade

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Com o advento da Unidade Real de Valor (URV), em 28 de fevereiro de 1994, o Plano Real entrava em movimento para interromper o ciclo de fracassos na busca pela estabilidade econômica.

Vinte anos depois, o Plano Real fez muito mais: ao reformar o Estado e consolidar as instituições, a nova moeda fortaleceu a democracia e criou as bases para um combate efetivo à pobreza e à desigualdade.

Nos 12 meses anteriores ao Real, a inflação acumulada foi de 5.000%. Os erros anteriores nos ensinaram que a inflação era também inercial, o que exigia desindexar a economia.

Logo, não podiam ser receitados só instrumentos tradicionais, como corte de gastos e alta de juros. O Real nasce assim, do diagnóstico correto e da cuidadosa preparação do terreno.

O primeiro desafio foi o orçamento. Valeu a perspicácia do então ministro Fernando Henrique Cardoso, que viu na ressaca do Congresso após o escândalo dos anões do orçamento a oportunidade política para aprovar medidas impopulares como o corte de gastos e a desvinculação de receitas. Como isso contrariava interesses, dificilmente as medidas passariam em outra circunstância.

Foi preciso ainda renegociar a dívida externa para reabrir as linhas de crédito, bem como estancar a dívida dos estados. Outro passo fundamental foi as privatizações, tanto para o ajuste fiscal quanto para os investimentos na expansão dos serviços públicos. Sem isso, não haveria como derrubar a inflação sem congelamentos, confiscos ou quebra de contratos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email