Acorda Brasil

Esse texto é uma advertência contra a tirania politica que sempre vem acompanhada pela tirania econômica, pela prática de uma retroalimentação mútua e continua

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Ariovaldo Ramos

Uma rede de TV que apoia o Presidente da República veiculou um verso bíblico que, certamente, quem escolheu o texto entendeu que o texto demandava uma submissão acrítica aos ricos e ao presidente.

“Não critique o governo mesmo em pensamento e não critique o homem rico nem mesmo dentro do seu próprio quarto. Pois um passarinho poderia ir contar a ele o que você disse” Ec 10.20

PUBLICIDADE

Este é um dos textos mais anárquicos das escrituras. Bem ao contrário do que parece ter intentado os expositores!

O Eclesiastes, um texto poético, portanto, não doutrinário, é a crítica à vida como é  conhecida e reconhecida, uma bela tese sobre a vacuidade da vida, tanto que a afirmação mais conhecida desse belo poema, que explora o paralelismo da poesia semítica, é: “Vaidade das vaidades, tudo é vaidade, diz o pregador".

A autoria do poema é atribuída ao Rei Salomão, que, nesse texto exposto, de fato, ridiculariza o poder político e econômico, apresentando-os como maldições vazias que acabam por cercear o ser humano, modernamente, o cidadão.

PUBLICIDADE

Na verdade esse texto é uma advertência contra a tirania politica que sempre vem acompanhada pela tirania econômica, pela prática de uma retroalimentação mútua e contínua.

O texto é, de fato, um aviso contra a ditadura.

Só em Estados ditatoriais que um ser humano precisa ter medo de dizer o que pensa, sobre quem quer que seja, por estar sendo vigiado e ameaçado na sua integridade física, até mesmo em sua residência.

PUBLICIDADE

O tiro saiu pela culatra! Quem pretendia dizer que o silêncio submisso era o comportamento desejado por Deus ao súdito, digo, cidadão, acabou avisando-nos das pretensões ditatoriais do presidente que apoia!

Acorda Brasil!

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email