Aécio e Gilmar pegos com a boca na botija

Convenhamos. Para um réu ligar para o ministro responsável por seu processo, eles devem, no mínimo, ter em comum uma total despreocupação com a ética e a moral e uma cega crença na impunidade 

Ministro do STF e presidente do TSE, Gilmar Mendes
Ministro do STF e presidente do TSE, Gilmar Mendes (Foto: Chico Vigilante)

O absurdo era tão grande aos olhos do Brasil que a mídia, mesmo a golpista, se rendeu ao grande furo do dia e entregou Aécio Neves e Gilmar Mendes em manchetes.

Neste caso, excepcionalmente, devo concordar que veio em boa hora.

Relatório da PF informa que entre abril e maio de 2017, Aécio ligou para Gilmar 46 vezes por whats app, sendo que em 22 delas conseguiram conversar.

Uma delas aconteceu exatamente as 13h01 do dia em que Gilmar acatou o pedido da defesa de Aécio.

É inacreditável mas Gilmar é relator dos quatro processos contra Aécio no STF. Por que e o que diabos conversaram?

Isso não se sabe porque o whats app é criptografado e a PF não realizou nenhuma escuta. Apenas detectou a existência das chamadas por ter apreendido celulares do senador durante a Operação Patmos, fase da Lava Jato que teve Aécio como alvo.

Por mais que a PF não tenha o teor das conversas podemos muito bem imaginar que Aécio pedia e contava com a ajuda de Gilmar, amigos de muitos anos e fotografados juntos em abraços e sorrisos em várias oportunidades pela mesma imprensa golpista que agora os entrega.

Convenhamos. Para um réu ligar para o ministro responsável por seu processo, eles devem, no mínimo, ter em comum uma total despreocupação com a ética e a moral e uma cega crença na impunidade.

Dois dias após se ver livre da cassação por um Senado comprado por Temer por dois milhões em emendas, a figura política do tucano se esvai levando junto Gilmar para a sarjeta da história.

Como cidadão brasileiro só me resta o asco em relação a canalhas que como eles traem e envenenam a Nação.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247