Aécio faz trincheira em Minas

Abatido do segundo lugar na corrida presidencial pelo furacão Marina Silva, o candidato tucano Aécio Neves fez da vitória em Minas, na disputa presidencial e na eleição para governador, o ponto de resistência de sua campanha.  Anteontem ele reuniu mais de 400 prefeitos e dezenas de deputados federais e estaduais em Belo Horizonte para o toque de resistência.

Se ficar fora do segundo turno, o que nunca aconteceu com o PSDB na disputas presidenciais pós-1989, e ainda perder a disputa pelo governo de Minas, seu capital político terá sofrido uma grave corrosão.

Aécio já liderou a disputa em Minas mas, depois da disparada de Marina Silva nas pesquisas, caiu para o segundo lugar.  Dilma cresceu alguns pontos, chegando a 35% segundo o último Datafolha. Mas foi Marina, agora com 27% no estado, que mais roubou votos do senador que, segundo ainda o Datafolha, estaria com 22%.

Na disputa pelo governo de Minas, Fernando Pimentel, do PT, continua liderando com 32%, segundo o Datafolha, à frente  de Pimenta da Veiga, com  24%.  Mas o tucano cresceu 8 pontos percentuais na comparação com a pesquisa anterior, de 12 e 13 de agosto, enquanto o petista subiu apenas três, permitindo que sua vantagem de 13 pontos percentuais caísse para 8.  Aécio mobilizou a ampla base municipal tucana no estado para alavancar a candidatura de Pimenta nas próximas semanas. Recuperar a liderança em Minas tornou-se para ele agora uma prioridade.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247