Aguinaldo Silva e os livros que Lula não precisa ler

Será que Aguinaldo Silva se julga mais qualificado do que Lula, para ocupar a presidência da república? Baseado em suas obras televisivas, fiquei imaginando como seria o seu governo. Talvez ele ressuscitasse Roque Santeiro para fazer um milagre econômico. Sinhozinho Malta seria o seu ministro da justiça e Viúva Porcina seria a sua Raquel Dodge, que manteria os seus desvios de conduta sob controle

Escritor e autor de novelas Aguinaldo Silva
Escritor e autor de novelas Aguinaldo Silva (Foto: Nêggo Tom)

Aguinaldo Silva, é, sem dúvida, um dos maiores novelistas do país. Além de ser o único que só emplaca as suas obras em horário nobre. É de sua autoria, clássicos da teledramaturgia nacional, como: Roque Santeiro, Tieta, Fera Ferida e Porto dos Milagres. O autor também é conhecido por sua personalidade forte e por suas opiniões que não fogem às polêmicas.

Em seu perfil no twitter, o escritor quis fazer uma homenagem ao dia do leitor e publicou o seguinte comentário: "Hoje é o Dia do Leitor. E eu quero aproveitar para perguntar ao favorito nas pesquisas para futuro Presidente do Brasil: que livro o Lula está lendo neste momento? Qual foi o último livro que ele leu e quando foi? Ou para ser mais preciso: alguma vez na vida ele leu algum livro?"

Eu sempre ouvi dizer que, quando alguém para se promover, precisa diminuir outra pessoa, é porque ele se sente inferiorizado em relação a mesma. Talvez não seja o caso de Aguinaldo, em relação a Lula. Mas, talvez possa ser. Por que não? É sabido e notório, que boa parte da nossa elite, muitas outras pessoas que acreditam que fazem parte dela e alguns pobres de direita, nunca engoliram o fato de Lula ter governado o país por duas vezes. E tal rejeição, não se dá apenas por questões políticas. É por puro e simples preconceito mesmo.

Não vou ser repetitivo em ficar falando sobre a trajetória de Lula até o planalto, de sua origem pobre, do metalúrgico e etc. Tudo se resume a ódio de classe. O pensamento de Aguinaldo Silva deixa isso bem claro. Não seria surpresa se soubéssemos que ele se dirigiu com o mesmo desdém, ao porteiro do seu prédio, a empregada da sua residência, a caixa do supermercado, ao ambulante da sua rua ou ao blogueiro das redes sociais. Afinal, segundo o raciocínio elitista do autor, é bem provável que essas pessoas nunca tenham lido um livro na vida.

A postagem do autor, nos revela que - assim como água e óleo não se misturam - inteligência e cultura, não devem ser considerados sinônimos. Ao disparar contra Lula, Aguinaldo atingiu em cheio milhões de outros brasileiros, que por motivos sociais diversos, nunca tiveram oportunidade e tempo para lerem um livro. Eu sugeriria ao autor, que olhasse um pouco mais em seu entorno. Talvez ele ganhasse inspiração para escrever um livro sobre a vida real da maioria dos brasileiros.

Cidadãos estes, que são submetidos a opressão e a desonestidade - intelectual e capitalista - de um grupo de letrados, que desde 1500, dita as regras e lhes impõe o submundo como cultura. Nem toda mulher pobre do agreste, terá a mesma "sorte" de Tieta e nem toda mulher pobre da periferia, se transformará em Lili Carabina. Não seria moralmente recomendável a elas, seguir a ideologia das personagens citadas. Até porque, na vida real, a prostituição e o crime, não têm o mesmo final feliz exibido na telinha ou nos palcos de teatro.

Com todo respeito a obra do autor, eu pergunto: Que tipo de contribuição, os livros e as novelas que Aguinaldo Silva leu e escreveu, deram para o desenvolvimento cultural da nossa sociedade, para o crescimento da economia e para a promoção da igualdade social? Como Lula, mesmo nunca tendo lido um livro - segundo o autor - conseguiu posicionar o país como a sétima economia mundial? O governo do letrado e "poeta" Michel Temer, conseguiu a façanha de classificar o Brasil como um risco para os investidores internacionais.

Será que Aguinaldo Silva se julga mais qualificado do que Lula, para ocupar a presidência da república? Baseado em suas obras televisivas, fiquei imaginando como seria o seu governo. Talvez ele ressuscitasse Roque Santeiro para fazer um milagre econômico. Sinhozinho Malta seria o seu ministro da justiça e Viúva Porcina seria a sua Raquel Dodge, que manteria os seus desvios de conduta sob controle. Talvez ele quisesse americanizar o país e mudasse o seu nome para: República Federativa de Greenville - A pátria indomada. Of Course!

O problema é que o Brasil não é um "Porto dos Milagres". É um "Império", onde "Vale Tudo" para se manter os privilégios de uma elite "Fina Estampa", que se julga a "Senhora do destino" do país e deseja manter "O outro", para todo o sempre sob o domínio do seu capital. O pobre é apenas uma "Fera Ferida", vítima do "Suave Veneno" de políticos de "Duas Caras", que se elegem fazendo promessas e não as cumpre.

A esperança, é que um dia o povo se canse e desfaça esses "Laços de sangue" que nos amarra e nos oprime e escreva uma história diferente. A qual nossos filhos, netos e bisnetos, tenham o orgulho de ler no futuro. Dai, não sobrará "Pedra sobre pedra".

God save o futuro presidente!

Lula 2018!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247