Ainda faltam 1395 dias desse governo...

"Liberação de posse de armas entre os agricultores, transferência de decisões sobre terras indígenas da Funai para o Ministério da Agricultura, redução de crédito, olhar diferente à comunidade LGBT,... e tiroteio digital! Devem ter sido os piores 2 meses iniciais nas história dos presidentes brasileiros!", diz o colunista Hayle Gadelha; "Diante desse quadro aterrorizante, só restam duas alternativas para o presidente: pegar o quepe, pedir desculpas pelo engano e sair de fininho ou chamar o Lula para mostrar como se faz um governo. Caso contrário, é melhor a gente pular direto para 2023..."

Ainda faltam 1395 dias desse governo...
Ainda faltam 1395 dias desse governo... (Foto: Alan Santos - PR)

Só se passaram 66 dias! E o que temos? Liberação de posse de armas entre os agricultores, transferência de decisões sobre terras indígenas da Funai para o Ministério da Agricultura, redução de crédito, olhar diferente à comunidade LGBT,... e tiroteio digital! Devem ter sido os piores 2 meses iniciais nas história dos presidentes brasileiros! Na verdade, foram, sim, os piores. E isso ainda sem contar a provocação ao mundo árabe com a troca do endereço da embaixada em Israel.

Nunca ouvimos falar de coisa nem de longe semelhante.

Jair Bolsonaro acreditou nas próprias loucuras eleitorais, quando usou e abusou do marketing eleitoral (ainda uma quase novidade nas eleições brasileiras), pegando em arma junto com os Filhos, atirando em todas as direções e atingindo de paixão o eleitor em busca do salvador da Pátria.

Agora, como presidente, acreditou que poderia ir ainda mais longe. Resolveu divulgar cena escabrosa do Carnaval no seu próprio twitter com o objetivo óbvio de agradar a população mais pobre e conservadora – mas o tiro saiu pela culatra. Foi criticado por Deus e o mundo. Até líderes de sua base governista no Congresso estão em pânico: "O Brasil vai explodir", disse um deles, como informou Mônica Bergamo.

Na avaliação de ministros e auxiliares ouvidos pelo Estadão, as imagens provocaram uma reação "virulenta" especialmente do "público interno" (os seguidores do presidente nas redes sociais). No mundo inteiro os veículos de comunicação repercutiram e criticaram a tuitada. E ele ainda conseguiu um bate boca digital com o ator José de Abreu – que agora procura proteção!

O despreparo para o papel de presidente da República do Brasil é evidente a olho nu (epa!). E, é bom repetir, só se passaram 66 dias!!! Diante desse quadro aterrorizante, só restam duas alternativas para o presidente: pegar o quepe, pedir desculpas pelo engano e sair de fininho ou chamar o Lula para mostrar como se faz um governo. Caso contrário, é melhor a gente pular direto para 2023...

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247