Alexandre Garcia, o racista indignado

Com cara de indignado, ao criticar o governo Dilma pelo cadastro do "Simples Doméstico", que visa garantir os direitos trabalhistas para os empregados domésticos, o jornalista da Globo afirmou que "o país não era racista até criarem as cotas"

Com cara de indignado, ao criticar o governo Dilma pelo cadastro do "Simples Doméstico", que visa garantir os direitos trabalhistas para os empregados domésticos, o jornalista da Globo afirmou que "o país não era racista até criarem as cotas"
Com cara de indignado, ao criticar o governo Dilma pelo cadastro do "Simples Doméstico", que visa garantir os direitos trabalhistas para os empregados domésticos, o jornalista da Globo afirmou que "o país não era racista até criarem as cotas" (Foto: Altamiro Borges)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

No programa Bom Dia Brasil, exibido pela TV Globo nesta quarta-feira (21), o jornalista Alexandre Garcia voltou a explicitar a sua visão tacanha, preconceituosa e elitista. Ao criticar o governo Dilma pelo cadastro do "Simples Doméstico", que visa garantir os direitos trabalhistas para os empregados domésticos, ele obrou mais uma de suas pérolas.

Com cara de indignado, ele afirmou que "o país não era racista até criarem as cotas". Discípulo fiel de Ali Kamel, diretor de jornalismo da TV Globo que escreveu o clássico "Não somos racistas", o jornalista não deve acreditar na existência da escravidão no passado e do preconceito racial no presente.

O ex-porta-voz do general João Batista Figueiredo, o último carrasco da ditadura militar, apareceu no vídeo irritadinho e cheio de trejeitos contra o cadastro e a cobrança de impostos no país. Lembrou a cena patética do seu comentário sobre o resultado das eleições presidenciais do ano passado, quando afirmou que "o eleitor de Dilma é cúmplice da corrupção".

O indignado até poderia ter aproveitado a ocasião para criticar os poderosos empresários que sonegam os impostos e promovem fraudes fiscais. Caso não fosse um dissimulado, porém, ele seria obrigado a citar a TV Globo, suspeita de inúmeros crimes contra o Fisco. "Simples assim" - como afirmou hipocritamente o âncora Chico Pinheiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247