"Aliança do Coliseu" faz nova ameaça à democracia

"A 'Aliança do Coliseu', formada pela Globo com setores antinacionais reacionários da burocracia estatal, vem atuando desde o golpe com um objetivo claro: jogar aos Leões a política nacional para permitir que novos Torquemadas, como o patético Deltan Dallagnol, ou um dublê de apresentador Global e representante do mercado, surjam como salvadores da pátria", diz o colunista Ricardo Cappelli, que aborda agora a ameaça feita por Época contra os filhos de Lula; "Não se satisfizeram com o cadáver de Dona Marisa. Querem mais", diz ele; segundo Cappelli, "o poder exorbitante da família Marinho é uma permanente ameaça à Democracia"

"A 'Aliança do Coliseu', formada pela Globo com setores antinacionais reacionários da burocracia estatal, vem atuando desde o golpe com um objetivo claro: jogar aos Leões a política nacional para permitir que novos Torquemadas, como o patético Deltan Dallagnol, ou um dublê de apresentador Global e representante do mercado, surjam como salvadores da pátria", diz o colunista Ricardo Cappelli, que aborda agora a ameaça feita por Época contra os filhos de Lula; "Não se satisfizeram com o cadáver de Dona Marisa. Querem mais", diz ele; segundo Cappelli, "o poder exorbitante da família Marinho é uma permanente ameaça à Democracia"
"A 'Aliança do Coliseu', formada pela Globo com setores antinacionais reacionários da burocracia estatal, vem atuando desde o golpe com um objetivo claro: jogar aos Leões a política nacional para permitir que novos Torquemadas, como o patético Deltan Dallagnol, ou um dublê de apresentador Global e representante do mercado, surjam como salvadores da pátria", diz o colunista Ricardo Cappelli, que aborda agora a ameaça feita por Época contra os filhos de Lula; "Não se satisfizeram com o cadáver de Dona Marisa. Querem mais", diz ele; segundo Cappelli, "o poder exorbitante da família Marinho é uma permanente ameaça à Democracia" (Foto: Ricardo Cappelli)

A "Aliança do Coliseu", formada pela Globo com setores antinacionais reacionários da burocracia estatal, vem atuando desde o golpe com um objetivo claro: jogar aos Leões a política nacional para permitir que novos Torquemadas, como o patético Deltan Dallagnol, ou um dublê de apresentador Global e representante do mercado, surjam como salvadores da pátria. Tiveram êxito no objetivo de derrubar Dilma. Falharam na tentaiva de cassar Temer. Foram derrotados no alvo mais estratégico, a descontrução de Lula.

Agora, no desespero, com o ex-presidente liderando todas as pesquisas, preparam nova ofensiva, desta vez contra a famíllia de Lula. Não se satisfizeram com o cadáver de Dona Marisa. Querem mais. A capa da Revista Época deste final de semana é um libelo reacionário nojento que explicita a dobradinha de sempre. A Lava Jato vaza supostas informações para a Globo, que as apresenta com "exclusividade". Lembram de Moro e dos áudios ilegais vazados? A mesma patifaria recheada de ilegalidades. Nada de novo.

Passam recibo do claro desespero que tomou conta dos fariseus de Curitiba e da família Marinho. Ouvi recentemente Lula afirmar publicamente duas vezes que, se eleito, fará a regulação do meios de comunicação. Se chegar ao Planalto, espero que cumpra o compromisso.

O poder exorbitante da família Marinho é uma permanente ameaça à Democracia. Já passou da hora de enfrentá-los.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247