Alienação escandalosa da artista

Siga o Brasil 247 no Google News

Fernanda Torres, em artigo na Folha, mistura alhos com bugalhos;  confunde bolsonarismo com bolivarianismo; nada a ver; a Venezuela está, como Cuba, sendo, violentamente, boicotada pelos Estados Unidos, que embargam os dólares e ouro apanhados pela Venezuela nas suas relações econômicas internacionais especialmente, vendas de petróleo,; o Brasil bolsonarista não sofre nenhum constrangimento nesse sentido; bancos americanos e ingleses são os grandes ladrões dessas mercadorias fundamentais para os venezuelanos; trata-se de roubo e pirataria; confirma-se o que os ingleses, imperialistas, sempre fizeram, enquanto potência mundial e, agora, como subpotência, amarrados aos primos americanos; nesse cenário de boicote econômico, Maduro luta contra o imperialismo que deseja recolonizar a América Latina, Venezuela, principalmente, resistente à ordem imperial. Torres não está acompanhando os fatos, para ver, com clareza o que está acontecendo? Maduro resiste, em armas, para não entregar as riquezas dos venezuelanos, repetindo Chavez, que seguia Bolivar, para quem a liberdade de imprensa popular era a metralhadora do pensamento. 

REALIDADE OPOSTA 

Ora, Bolsonaro é o oposto de Maduro, Chavez e Bolivar, em busca do socialismo; por isso, a Venezuela está sendo economicamente massacrada; porém, Washington não consegue, politicamente, dobrá-la, porque há relativamente unidade entre governo e forças armadas resistentes a Tio Sam; isso ocorre no Brasil, para justificar a sentença alienada de Fernanda Torres de que o Brasil caminha para ser Venezuela? Enquanto Maduro impede  assalto de Washington à PDVSA, estatal do petróleo venezuelana, Bolsonaro e militares neoliberais, alinhados a Washington, facilita o assalto à Petrobrás e aos consumidores de combustíveis brasileiros, obrigados a suportar política de preços dolarizados, ditada pelos acionistas privados da empresa nacional sucateada; aumentam os lucros deles em prejuízo do empobrecimento do país, que vai ficando sem sua maior agente desenvolvimentista; a desnacionalização da Petrobrás acelerada por Bolsonaro não dá argumentos à Fernanda Torres para comparações substantivas entre Maduro-Chavez x Bolsonaro; um tenta impedir a desnacionalização/destruição da riqueza maior da Venezuela; já, Bolsonaro foi claro: veio para destruir, aniquilar a estatal brasileira, entregue, nesses dias, na bacia das almas; se o Brasil, como diz, alienadamente, Torres, caminha para ser uma Venezuela, não estariam sendo entregues as estatais brasileiras, condenando o país à recolonização, levando-o ao século 19, da escravidão econômica! 

PUBLICIDADE

QUAL É A SUA, FERNANDA?

Daria para parar por aqui; Bolsonaro é amigo carnal de Washington, como foi um dia o presidente Menem, da Argentina, disponível para liquidar patrimônio brasileiro, rendendo-se a Tio Sam; Biden, nesse momento, manda seus homens da guerra ao Brasil para fortalecer relações com Bolsonaro; tudo faz para impedir relações brasileiras e chinesas, sabendo que a China é a maior parceira do Brasil, sem a qual o Brasil afunda; Bozo diz que não toma vacina chinesa, enquanto Maduro se relaciona com a China no provimento de vacinas para todos os venezuelanos, segurando, com muito mais competência, a avalanche pandêmica do novo coronavírus; Maduro é demonizado em Washington; ao contrário, lá, Bolsonaro é tratado como amigo, embora, nesse instante, o titular da Casa Branca, adote pragmatismo: não incomoda o genocida, porque lhe é útil cultivar relações com ele, enquanto se rende aos interesses dos Estados Unidos; sinceramente, Fernanda Torres, você está jogando com quem? Vai ser crua em matéria geopolítica assim lá na chapada da égua.

PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email