Ao defender o golpe, Sérgio Amaral zomba de congressistas americanos

"O embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Sergio Silva do Amaral, foi ao esgoto da política brasileira para defender o governo golpista de Michel Temer e do PSDB, e a prisão política do ex-presidente Lula", avalia o jornalista Aquiles Lins, editor do 247; "Ao dizer que a 'Constituição vem sendo inteiramente respeitada em todos os níveis do governo', Sérgio Amaral zomba da inteligência de deputados e senadores não só dos Estados Unidos, mas do mundo inteiro, que assistem ao teatro do absurdo encenado no Brasil desde 2016 pelas elites políticas, com protagonismo de um Judiciário hipertrofiado e ativista e de uma mídia sem pluralismo e anti-nacional"

Ao defender o golpe, Sérgio Amaral zomba de congressistas americanos
Ao defender o golpe, Sérgio Amaral zomba de congressistas americanos (Foto: ABR | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

O embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Sergio Silva do Amaral, foi ao esgoto da política brasileira nesta segunda-feira, 30, para defender o governo golpista de Michel Temer e do PSDB, e a prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Em resposta ao manifesto assinado por 29 congressistas norte-americanos, entre eles o senador democrata Bernie Sanders, que denuncia a violação de garantias fundamentais de Lula e defende o seu direito de participar das eleições presidenciais, Sérgio Amaral disse que os americanos tentam "manchar por antecipação as eleições presidenciais de 2018 no Brasil", segundo a Folha de S. Paulo.

Uma declaração no mínimo cínica, não digna de um embaixador. Porque está óbvio até para o mais leigo cidadão que o processo eleitoral brasileiro já está conspurcado pela prisão de Lula, numa ação penal em que não foi demonstrada sua culpa. Deslegitimadas estarão não só as eleições, mas a própria democracia brasileira, caso o líder absoluto da preferência dos eleitores seja impedido de participar do pleito. 

Sérgio Amaral, que foi ministro da Indústria do governo Fernando Henrique Cardoso entre 2001 e 2002, afirmou também aos mandatários americanos que as sentenças do juiz Sérgio Moro e dos desembargadores do TRF-4 contra Lula "obedeceram totalmente ao devido processo legal e foram confirmadas por cortes superiores". Certamente foi uma clara obediência ao devido processo legal o fato de Leandro Paulsen ter lido as 250 mil páginas do processo de Lula em seis dias.

PUBLICIDADE

Ao dizer que a "Constituição vem sendo inteiramente respeitada em todos os níveis do governo", o embaixador Sérgio Amaral zomba da inteligência de deputados e senadores não só dos Estados Unidos, mas do mundo inteiro, que assistem ao teatro do absurdo encenado no Brasil desde 2016 pelas elites políticas, com protagonismo de um Judiciário hipertrofiado e ativista e de uma mídia sem pluralismo e anti-nacional. 

Sérgio Amaral já reservou seu lugar na escória do golpe. 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email