Aos carnívoros

Os pecuaristas e ruralistas arrasam a floresta, invadem terras públicas, destroem o ecossistema, poluem e assoreiam rios, matam índios, fazem o diabo. Mandam e desmandam. Matam e desmatam. E você aí preocupado se tem cabeça de porco na linguiça

Frigorifico, carne
Frigorifico, carne (Foto: Lelê Teles)

primeiro vieram os gramáticos, normativos, e tiraram o trema da linguiça.

agora vêm aqueles hispsters da Federal dizer que estão a empurrar cabeça de porco na fálica destremada.

com mil diabos!

fui criado na beira do fogão a lenha beliscando deliciosas frituras de frango, costelinhas e linguicinhas de porco.

não tenha dúvida, arguto internauta, no final tudo se misturava.

ah, mas você come porco, Lelê?

ora, se tiver alguém pra segurar o bicho a gente come, por que não?

agora, não entendi porque a surpresa com essa operação Carne Fraca? é tudo fake, minha gente.

vocês acham que só as drogas são batizadas no Brasil?

é jovem tomando Pramil, falsos saradões colocando silicone no busto, gasolina adulterada, prótese peniana, seios de plástico, leite com formol, agrotóxicos a milhão, frutas sem semente, refri com pelo de rato, maçã do amor com chumbinho...

agora, nessa história de papelão triturado na carne moída eu não caio, não.

isso é coisa de gente do ouvido ruim.

mas que há aditivos, há.

a água é o mais inocente e inofensivo deles.

quem não o sabe?

você compra um frango de um quilo, põe pra descongelar e o diabo fica com 800 gramas.

digo você porque esse tipo de bípede eu não como. prefiro as penosas criadas em quintais, das que cacarejam e beliscam o solo úmido.

o que impressiona é que os barbudim da Federal tenham esperado passar o carnaval para divulgar a operação carne bichada.

Imagina o impacto que isso teria durante os festejos de momo, com todo mundo com as carnes à mostra.
é Friboi?, perguntaria um pierrot a uma voluptuosa colombina.

e essa linguiça tem cabeça de porco?, perguntaria um gaiato à travesti empoderada e cheia de glitter e paetês.

o que seria da festa da carne com essa operação só o diabo pode responder.

e por falar em carne.

e acabo de ler no El Pais que, no Japão, 44% dos homens e 42% das mulheres com menos de 34 anos ainda são virgens.

pelas barbas de bin laden!

por quê, deus dos invernos?

mas, voltemos à nossa suruba de cada dia.

embora a tal atrapalhada operação tenha sido divulgada somente agora, carne podre não é novidade, a gente vê todo dia.

só não vê quem não vai a açougues ou quem não caminha pelos calçadões dos grandes centros, onde os miseráveis usam suas feridas necrosadas como propaganda.

e, minha boa gente, fazer escândalo por causa da salmonela?

por que acham que em todo churrasco alguém tem um piriri?

antes a culpa recaía sempre num pote de azeitona que já 'tava aberto ou na inútil salada de legumes com maionese que aquele cunhado folgado traz para justificar a caixa de Kaiser.

agora a culpa recairá no pobre falso gaúcho com a faca na cintura.

mas oh, eu é que não vou ficar aqui fazendo inspeção sanitária na carne alheia.

logo eu que passei 15 anos tomando chá de cogumelos.

e o cogú - quem não o sabe? - é extraído das fezes do boi zebu.

então, pro diabo com os escrúpulos.

e depois que quem toma aquela cerveja de milho transgênico, extraída de um isopor onde um cabra enfia a mão imunda, tá com o corpo fechado.

agora o miséra vem dizer que tá com nojinho do papelão. ah!

o outro veio me falar de ácido ascórbico e outras substâncias cancerígenas contidas nos embutidos.

me falava isso enquanto tragava um Marlboro do filtro vermelho que contém, comprovadamente, mais de 4 mil substâncias cancerígenas.

ah, vá pro inferno, cara.

e quem não se lembra daquela reportagem de um casal que vendia coxinhas feitas com carne humana?

isso sim deve fazer mal pra cacete. porque o homem é um bicho muito porco, muito mais porco que o suíno.

e por falar em porcos.

agora, depois da Coréia, do Chile e da União Europeia, são os chineses a dizer que não compram mais a nossa carne.

ó quem fala!

aqueles raquíticos comedores de inseto.

vá pedir um cachorro-quente na China pra você ver se não colocam um rottweiler fumegando no seu prato.

ora, ora.

agora veja essa.

a amiga, peixetariana, alertou-me que o problema seria pequeno se se concentrasse apenas no armazenamento e embalagem das carnes.

ela disse que o problema é a matança.

já viu como matam porcos e vacas nesses abatedouros?, ela me perguntou.

claro que sim, criatura. e você já viu como matam os peixes?, eu perguntei.

peixe ninguém mata, querida, arrancam o pobrezinho da água e deixam ele lá se debatendo até a morte.

não há morte mais cruel que a dos peixes.

se tem uma carne estressada é aquela.

e por falar em peixes e em outros seres pelágicos - que até agora ninguém falou neles - sou alérgico aos crustáceos.

e dou graças a deus, porque não há na natureza algo mais nojento.

aliás, tem sim. o bicho homem.

turistas comem a cabeça do caranguejo e do camarão.

comem merda, portanto.

e comem merda de um bicho que come merda.

tão reclamando de quê?

nunca vi um vegano reclamar da existência das plantas carnívoras.

por que diabos eu falei isso?

os pecuaristas e ruralistas arrasam a floresta, invadem terras públicas, destroem o ecossistema, poluem e assoreiam rios, matam índios, fazem o diabo.

mandam e desmandam. matam e desmatam.

e você aí preocupado se tem cabeça de porco na linguiça.

com mil diabos!

termino com uma infame anedota, tome nota seu carniceiro duma figa:

em Aracaju a gente come charque, em Recife é o shark que come a gente.

palavra da salvação.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247