Aos vivos, do STF

Lá pras 17h, os amarelinhos, irascíveis, resolveram delinquir e atiraram tomates e pedras contra os policiais e tentaram derrubar a barreira de contenção no afã de, pasmem, invadir o stf!

(Foto: imagens de vídeo retirado da internet)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

às 15 h já havia uma aglomeração em frente ao palacete do STF, faixas eram estendidas nas grades de contenção armadas como barreira para isolar os manifestantes.

tratava-se de um grupelho de gatos pingados de meia idade; porém, raivosos e vociferantes.

havia, também, duas faixas vermelhas na leteral do palácio pedindo Lula Livre, com dois barbudos e, talvez, umas dez pessoas que foram se achegando.

os amarelinhos foram afrontá-los ao berros de “vai pra Cuba” e “vai pra Venezuela”, e mandando-os trabalhar, chamando-os de vagabundos.

quase se chegou às vias de fato, mas a polícia dispersou os furiosos com gás de pimenta.

saí de lá tossindo e lacrimejando

a polícia, então, isolou os petistas, protegendo-os.

no palanque improvisado, os amarelinhos exigiam que os vermelhos fossem retirados dali, uma vez, alegavam eles, que os petistas não tinham protocolado a manifestação 🤷🏽‍♂️, como eles fizeram.

lá pras 17h, os amarelinhos, irascíveis, resolveram delinquir e atiraram tomates e pedras contra os policiais e tentaram derrubar a barreira de contenção no afã de, pasmem, invadir o stf!

no final da tarde, engrossou o número de vermelhos que tocavam o jingle Lula-lá sem parar.

ao som de Lula-lá, as forças de segurança, com escudos e armas em punho, passaram a atirar gás de pimenta, dissipando a turba, que se recolheu e desinflou os bonecos de Moro, trajado de superman e de Gilmar Mendes, caricaturado como um pulha.

lá dentro do palacete, devidamente togados, os ministros interromperam os trabalhos no meio do voto de Fachin e foram fazer sabe deus o quê.

os pombos voltaram para os pombais, o sol se escondeu e caiu uma leve brisa seca e quente.

os ônibus, lotados de trabalhadores suados e cansados, circulavam indiferentes.

um mendigo enrolou-se num papelão sob a marquise do Panteão e se coçou antes de adormecer.

a noite caiu.

a esperança de ver Lula livre foi adiada mais uma vez.

palavra da salvação.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email