Artistas de rua banidos na cena: destruição do humanismo

(Foto: Reprodução)

Estamos vivendo dias de chumbo, dias compulsórios, onde predomina a DESESTRUTURAÇÃO: sob o holofote do IMPERIALISMO – que devagarinho se implanta através de decretos e aprovação de medidas votadas pela inconsciência de um regime pétreo.

O pensamento vigente de pessoas retrógradas entrou em vigor, e vocifera através de tribunais de inquisição aos resistentes, como por exemplo se fez contra a IMPRENSA do bem – num pacto contra as minorias e a favor de uma elite descolorida.

Foi divulgado ontem pela mídia que agora os artistas que atuam em espaços alternativos, deverão calar-se, e isto adveio de ato judicial.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro votou desfavoravelmente em relação as manifestações artísticas garantidas por lei desde 2018, e então elas foram suspensas em detrimento da arguição de um deputado, hoje senador da República.

O som de violinos e outros instrumentos musicais; o canto, a dança, ou qualquer outra forma de expressão cênica, segundo ele: incomoda o povo que transita em vagões de trem, metrô ou similares.

 Um verdadeiro circo dos horrores vem se estabelecendo e sufocando as conjunturas para que uma nova estrutura baseada no armamentismo e na incultura se torne o arauto de um país – 

Um arsenal de medidas e decretos comprometidos com o imperialismo chove; e oprime a população, e esta por sua vez, na maioria das vezes se cala. O povo/público de Lima Barreto robotiza-se, e encarcera-se junto com o seu líder popular máximo - aquele que elevou o Brasil ao patamar de sexta maior Economia do planeta  ultrapassando o Reino Unido.

O imperialismo em voga não quer ver a Justiça fazer justiça, e então apequena-se em desmandos sociais que colocam a massa no calabouço da História conjuntamente com Lula; num sobejo que visa desestruturar as bases.

 Na coxia da Farsa/Brasil agora o orquestrador é a COVARDIA, que tem a missão solene de substituir uma ESTRUTURA HUMANISTA por uma ESTRUTURA MEDIEVAL, onde o servilismo impera.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247