As novas revelações sobre Lava Jato expõem a “nova ordem” maluca e de sarcasmo doentio na Justiça

Todas as informações reveladas pelo The Intercept, sem nenhum desmentido dos envolvidos nesta grande trama de horror, se traduzem na constatação de que a nova safra de juízes e procuradores vinculados ao caso está contaminada pela conduta assoberbada, parcial, ideológica à ultra direita e longe do que se denomina Estado Democrático de Direito.

O mundo anda estarrecido e com medo imenso sobre os fatos registrados no Brasil nos últimos anos, sem contar a postura insana do presidente Bolsonaro no trato das queimadas na Amazônia, mas sobretudo ao acompanhar a conduta dos juízes e procuradores da República no caso Lava Jato.  

Quem diria, o símbolo do combate à corrupção era base de ilicitudes a serviço político – partidário para perseguir Lula, este punido sem provas, e salvar os demais líderes de oposição ao PT, todos com provas robustas de desvios de recursos.  

Este é o saldo da Era Moro /Dallagnol.  

INSANIDADES  

Todas as informações reveladas pelo The Intercept, sem nenhum desmentido dos envolvidos nesta grande trama de horror, se traduzem na constatação de que a nova safra de juízes e procuradores vinculados ao caso está contaminada pela conduta assoberbada, parcial, ideológica à ultra direita e longe do que se denomina Estado Democrático de Direito.  

Nunca souberam fazer justiça.  

VAMPIROS DE CARA LIMPA  

As manifestações e diálogos expostos sobre a conduta de procuradores e juízes no trato da enfermidade e morte de Dona Marisa, o Irmão e neto de Lula são constrangedoras, desumanas e merecedoras de punição.  

Não pode, em nome da nova era do trato jurídico à base de Lawfare (usar a lei para punir alguém por perseguição) rasgar a Constituição, implodir princípios legais e agir como Vampiros com atitude típica de partidários contra o ex-presidente e, à época, a favor de Bolsonaro.  

HORA DE LULA LIVRE  

Por todos os fatores e provas em curso, não há mais como adiar a soltura do ex-presidente Lula porque a Lava Jato, que aparentou redimir o combate à corrupção instrumentalizou e/ou foi orquestrada por Sérgio Moro com papel de mameluco de Dallagnol para punir Lula e eleger Bolsonaro – este desastre de gestor que derrete o Brasil com retrocessos inomináveis.  

CONFISSÃO E VALIDAÇÃO  

A atitude da procuradora federal Jerusa Vecili de perdir desculpas ao ex-presidente Lula pelo comentário desumano quando da Lava Jato é atitude expressiva a se registrar, até porque além da confissão de culpa revela a comprovação do abuso cometido validando toda a trama nefasta. Ela teve atitude digna diferentemente dos demais membros do MPF e Moro.  

ÚLTIMA  

"Diga com quem andas/ que eu direi quem és"

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247