Atirando pra matar

A Rede Globo clama por uma algema e o Judiciário apequena-se diante do vulto de Lula, que hoje com mais de 40 anos de vida pública e lutas junto ao povo brasileiro caminha abraçado a duas deusas: A GLÓRIA E A HISTÓRIA, privilégio de alguns poucos como Zumbi

Lula em Porto Alegre 
Lula em Porto Alegre  (Foto: Maister F. da Silva)

            Acalme-se, o título apesar de estarrecedor não se refere a nenhum assassinato, refere-se sim a um cárcere anunciado. A Rede Globo e a Grande Família Jurídica, herdeiros maiores da subserviência ao capital internacional e dos interesses norte-americanos, obcecados pela máxima capitalista “Quanto mais caro o bem, mais prestígio se afere por possuí-lo”, agem como cavalos de tapa-olho, não conseguem observar que a seu redor o império moral que construíram desmorona-se aceleradamente.

            Entre a Globo e o Judiciário há o mais desprezível que se pode ter na política, os vendilhões da pátria, arraigados ao poder buscando um último sopro que os faça manter vivos, é sabido tanto por nós quanto por eles que são os próximos da lista, caso não consigam dar cabo do serviço à que foram “contratados”. A suspensão da Reforma da Previdência pode lhes custar caro, foi a primeira grande derrota do governo golpista. Entre jantares e concessões, enquanto o serviço completo não se encerra, são obrigados a ir cedendo alguns de seus quadros políticos mais valiosos, alguns parte do núcleo operacional, como é o caso de Geddel Vieira Lima, outros do núcleo intelectual, como Henrique Eduardo Alves.

            O tucanato sócio majoritário do golpe entre os partidários, vê-se afinal sem saída, sua estratégia para chegar ao Planalto mais uma vez naufraga em águas rasas, a 08 meses da eleição não conseguiu apresentar um candidato com condições reais de ganho nas urnas. Deixando o príncipe da privataria de cabelo em pé, exaltando Luciano Huck como um bom futuro presidente. Ou seja, não vão para a cadeia, por ser parte intrínseca da Grande Família, mas ao que tudo indica, tampouco vão ocupar a cadeira da presidência.

            Neste ínterim é preparado o Gran Finale, a Grande Família Jurídica quer o bem de maior prestígio, Luís Inácio Lula da Silva, encarcerado. A intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro é mais que uma cortina de fumaça para a falta de votos da Reforma Previdenciária, é um ensaio para o controle de toda e qualquer possibilidade de agitação/insurreição popular, ter Lula e sua voz enclausurados é tarefa necessária aos golpistas. Salvo as diferenças temporais e os vultos históricos, é como se nos idos de 1.600 os senhores da Casa-Grande capturassem e prendessem/silenciassem Zumbi dos Palmares.

            A Rede Globo clama por uma algema e o Judiciário apequena-se diante do vulto de Lula, que hoje com mais de 40 anos de vida pública e lutas junto ao povo brasileiro caminha abraçado a duas deusas: A GLÓRIA E A HISTÓRIA, privilégio de alguns poucos como Zumbi.

            Nesse caso o bem mais valioso e desejado pode lhes auferir a derrocada final, calar Lula é forçar o silêncio do povo, e se tem algo que o povo não permite é lhes proibir de gritar.

            O tiro não matou, saiu pela culatra.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

O histerismo ideológico do clã Jair Messias e seus seguidores
Ariovaldo Ramos

Depressa!

Se houvesse necessidade, frente a qualquer inimigo externo, Deus levantava um ou uma líder, chamado de juiz ou de juíza, que comandava o povo contra o invasor e, assim, protegia o território e o...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247