Av. Paulista 23/07/17 - O fascismo bate à nossa porta. E agora, o que faremos?

Existe um vácuo de poder. Os fascistas sabem e contam com isso. Estão se alastrando. Foi assim na Alemanha de Hitler e está sendo assim no Brasil. Possuem um discurso rasteiro e de fácil assimilação. E temos uma população descrente na democracia, nos políticos e nas instituições

Existe um vácuo de poder. Os fascistas sabem e contam com isso. Estão se alastrando. Foi assim na Alemanha de Hitler e está sendo assim no Brasil. Possuem um discurso rasteiro e de fácil assimilação. E temos uma população descrente na democracia, nos políticos e nas instituições
Existe um vácuo de poder. Os fascistas sabem e contam com isso. Estão se alastrando. Foi assim na Alemanha de Hitler e está sendo assim no Brasil. Possuem um discurso rasteiro e de fácil assimilação. E temos uma população descrente na democracia, nos políticos e nas instituições (Foto: Edison Brito)

O Brasil está uma loucura. Perdemos o chão, o norte. Não temos referências. Os objetivos são obscuros. As informações, contraditórias. Os direitos, exterminados. As instituições desacreditadas. O executivo dominado por bandidos. O congresso composto por corruptos. O judiciário estupra a constituição. A mídia hegemônica manipula e mente. É sujeira pra todo o lado. Aonde se olha vemos um nada.

Os golpistas são medíocres. E a mediocridade os torna gente sem noção. Vigaristas, traidores batem no que é mais caro a qualquer pessoa, o amor próprio.

Desrespeitam insistentemente o povo. Aumentam impostos. O número de desempregados cresce. O consumo cai. A indústria nacional destruída. Os programas sociais exterminados. A educação, saúde sucateadas. Fim dos direitos trabalhistas. A aposentadoria exterminada. Terras serão vendidas aos forasteiros. Subornam deputados. Partidos. As riquezas naturais entregues a empresas estrangeiras. O exército convida os EUA para realizar exercícios militares na Amazônia, projeto AmazonLog.

O governo golpista trabalha contra o brasileiro e na maior cara-de pau afirma: o povo compreende, a economia está entrando nos trilhos. O Brasil começa a dar sinais de melhoras. O governo do PT, a Dilma são os culpados dessa situação.

Temer atingiu a inacreditável marca de 94% de rejeição, mas já disse, em outras ocasiões, que isso é um bom sinal. Afinal, medidas impopulares são necessárias e ele é o homem certo para impô-las. Ou seja, não está nem aí para o que pensa ou sente a população. A canalha realmente acredita na nossa famosa cordialidade, passividade. E até agora confirmamos essa impressão, mas pode mudar.

O cidadão comum no meio de tudo isso fica perdido. Decepcionado, não sabe em quem acreditar. Ou melhor, desacreditam em tudo e em todos. Os líderes da esquerda, que poderiam dar um rumo, se perdem em conjecturas políticas olhando para o próprio umbigo. Escolheram a luta errada. Aos ouvidos dos brasileiros seus discursos cansaram. É visível a diminuição de manifestantes nas ruas.

Junte essa desilusão com a falta de referência e de ação e teremos um terreno fértil para o crescimento de grupos exóticos.

O fascismo bate à nossa porta. É uma ameaça séria e verdadeira.

Na Paulista houve manifestação dessa horda. A avenida é fechada aos domingos para carros. Fica lotada. Grupos musicais se apresentam.

Mágicos, dançarinas, artistas de rua estão presentes. É um passeio agradável e até certo ponto bucólico. Por volta das 16:00 horas ouço sirenes da polícia. A princípio penso em algum acidente, desavença ou outra coisa dessa proporção. Mas aos poucos fica claro o que acontece. Com duas viaturas, lado a lado, e várias motos a polícia militar vem abrindo o desfile cívico-militar entre os milhares de pedestres.

Sirenes à toda. Tem início a parada. E aparece a primeira faixa: "Liga Mundial Cristã defende os Policiais Militares! Chega de matança!". Logo atrás, jovens fardados em formação gritando: " Herois de farda! Vou batalhar! Eu canto vivas à Polícia Militar!". E fechando a loucura dizeres pedindo "Intervenção Militar".

E aí? O que vamos fazer? Fica tudo por isso mesmo? A PM tem comando?

Existe um vácuo de poder. Os fascistas sabem e contam com isso. Estão se alastrando. Foi assim na Alemanha de Hitler e está sendo assim no Brasil. Possuem um discurso rasteiro e de fácil assimilação. E temos uma população descrente na democracia, nos políticos e nas instituições.

Isso que dá não lutar contra o golpe de forma contundente. Os camisas pretas tupiniquins saem às ruas em clara demonstração de força pedindo o fim da democracia.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247