Balanço eleitoral: a odisseia dos votos para a esquerda

Agora é unir-se, Esquerda e Centro-Esquerda, no segundo turno em todos os locais em disputa, São Paulo, Porto Alegre, Recife, Belém, Vitória, o que apontará os caminhos de 2022. Fazer vitoriosos, Boulos e Manu, nomes nacionais, para ampliar capacidade de acordos e mobilizações

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

De fundo é importante dizer que os ventos da Extrema-Direita contra a Democracia e a Política foram vencidos, para enterrar é preciso derrotar Bolsonaro em 2022, mas essa é uma outra construção.

A Esquerda do PSOL foi vitoriosa em São Paulo e teve importante crescimento em grande cidades e a centro-esquerda, liderada pelo PT, está em recomposição, não foi protagonista nos grandes centros, como São Paulo, mesmo elegendo a maior bancada de vereadores, mas tomou corpo nacional e chegou aos rincões, com prefeitos e votações de presença fundamental para eleições presidenciais.

Agora é unir-se, Esquerda e Centro-Esquerda, no segundo turno em todos os locais em disputa, São Paulo, Porto Alegre, Recife, Belém, Vitória, o que apontará os caminhos de 2022. Fazer vitoriosos, Boulos e Manu, nomes nacionais, para ampliar capacidade de acordos e mobilizações.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email