Bebianno virou bagaço

"Bolsonaro e filho espremeram Bebianno até virar bagaço. E agora deixaram que fique. Seria o fim do mundo para ele deixar o ministério, principalmente porque perderia o foro privilegiado. Mas, por outro lado, agora ele vai comer o pão que o diabo amassou", avalia o jornalista Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia; "Com que autoridade vai continuar ministro depois de ser chamado de mentiroso pelo presidente que é com quem se relaciona, pois é ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República? Bolsonaro deu sinal que ele pode ficar, mas não o desagravou. Vai ser convocado para se explicar na Câmara dos Deputados"

Bebianno virou bagaço
Bebianno virou bagaço

Por Alex Solnik, para o Jornalistas pela Democracia - Bolsonaro e filho espremeram Bebianno até virar bagaço. E agora deixaram que fique. Seria o fim do mundo para ele deixar o ministério, principalmente porque perderia o foro privilegiado. Mas, por outro lado, agora ele vai comer o pão que o diabo amassou.

Com que autoridade vai continuar ministro depois de ser chamado de mentiroso pelo presidente que é com quem se relaciona, pois é ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República? Bolsonaro deu sinal que ele pode ficar, mas não o desagravou. Vai ser convocado para se explicar na Câmara dos Deputados.

A imprensa vai ficar em cima. Porque o escândalo das laranjas não acaba com sua permanência no ministério. O problema é maior do que laranjas. É com o fundo partidário. Criar uma CPI do Fundo Partidário é questão de tempo. E ele é o protagonista. Ele repassou R$400 mil a uma candidata a três dias das eleições.

Nenhum presidente de partido faria isso. É jogar dinheiro no lixo. Se o dinheiro não foi pro lixo – como não foi – em algum lugar ele parou e uma das pessoas que sabe, com certeza, aonde foi é ele. A crise não vai diminuir com esse desfecho com cara de final feliz.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Ao vivo na TV 247 Youtube 247