Bloco de oposição: não é hora de arrumar o paletó e sim de arregaçar as mangas

O momento de insegurança e desmonte não permite tempo para vaidade e sede de poder, o PT é o partido que tem em sua história a materialização do sonho do povo e assistência aos mais empobrecidos. É inegável! O povo espera proteção, não é hora de se olhar no espelho e arrumar o paletó! Pelo contrário, está na hora de tirá-lo e arregaçar as mangas

Bloco de oposição: não é hora de arrumar o paletó e sim de arregaçar as mangas
Bloco de oposição: não é hora de arrumar o paletó e sim de arregaçar as mangas (Foto: Rafael Ribeiro)

A formação do bloco partidário de oposição ao governo de Jair Bolsonaro a partir de 2019, não há como negar da sua prioridade e urgência. Principalmente quando observamos as medidas que estão por vir e todo o retrocesso, atentado a democracia e massacre as minorias que este governo representa.

O Partido dos Trabalhadores, representado por Fernando Haddad, conseguiu ir ao segundo turno na disputa presidencial, mesmo com todo o ataque da mídia, da pressão de empresários sobre seus funcionários, o sequestro de Lula e é claro a enxurrada de fake news invadindo as redes sociais.

Todavia, o PT não saiu derrotado nessas eleições elegeu a maior bancada na câmara. Simbolicamente já representando a maior oposição para o próximo ano em defesa do povo.

Já seria de esperar a formação de um bloco de oposição, é claro tendo o PT, o que fortaleceria o escudo contra a chuva de flechas que se preparam para cair sobre a população.

Porém, não foi isso que aconteceu!

Pasmem, o bloco partidário, não conta com o partido que possui o maior número de cadeiras ocupadas. Isso mesmo, o PT está de fora.

PDT, PCdoB e PSB se reuniram na formação do bloco. Ao Partido dos Trabalhadores foi imposta a condição de abrir mão de uma frente de liderança. – Uma proposta no mínimo irônica devido ao numero de cadeiras, como dito antes, a serem ocupadas pelo PT.

O fato é que o PDT, agora, acaba por refletir a imagem egoísta e vaidosa de seu candidato a presidência nas eleições de 2018. Ciro Gomes, inflado de vaidade ganhou notoriedade, por sinal muito negativa, ao lançar seu "apoio crítico" e se colocando quase indiferente ao momento de ameaça e terror que vivia e ainda vive o povo brasileiro.

A formação desse bloco, também tem uma interpretação muito negativa para a democracia. Visto que para alguns a justificativa de uma formação sem o PT, tem como fundo a criminalização do partido.

O momento de insegurança e desmonte não permite tempo para vaidade e sede de poder, o PT é o partido que tem em sua história a materialização do sonho do povo e assistência aos mais empobrecidos. É inegável! Daí podemos explicar sua maioria na câmara, a chegada ao segundo turno e como dito antes a condição de refém de Lula.

O povo espera proteção, não é hora de se olhar no espelho e arrumar o paletó! Pelo contrário, está na hora de tirá-lo e arregaçar as mangas.

Aos vaidosos, olhem mais para o povo. Ao PT, obrigado pela luta e resistência.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247