Bolsonaro ameaça com tanques, mas eles não matam coronavírus

Para o jornalilsta Alex Solnik, Jair Bolsonaro se sentiu acuado pelo centrão e resolveu reagir mostrando suas garras. "Quer se cercar dos aliados mais fieis para impedir o fim de seu governo a todo custo. Nem que seja preciso colocar tanques na rua. Mas tanques não matam coronavírus", afirma

Jair Bolsonaro e covas para mortos por coronavírus
Jair Bolsonaro e covas para mortos por coronavírus (Foto: Agência Brasil | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

A frase mais contundente da carta de demissão do ministro da Defesa, Fernando de Azevedo e Silva – “preservei as Forças Armadas como instituições de estado” - dá a entender o motivo de sua saída.

Bolsonaro queria usar as Forças Armadas como instituições em defesa de seu governo.

E ele não concordou.

PUBLICIDADE

A nomeação de Anderson Torres para o ministério da Justiça é mais um sinal de guinada mais à direita ainda, cuja consequência deverá ser uma enxurrada de processos contra críticos do governo.

Bolsonaro se sentiu acuado pelo centrão e resolveu reagir mostrando suas garras.

PUBLICIDADE

Quer se cercar dos aliados mais fieis para impedir o fim de seu governo a todo custo.

Nem que seja preciso colocar tanques na rua.

PUBLICIDADE

Mas tanques não matam coronavírus.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email