Bolsonaro não pode ser convidado para lugar nenhum

"Bolsonaro está aproveitando o burburinho para se promover e posando de vítima da intolerância", diz o cientista político Luis Felipe Miguel, ao comentar a polêmica sobre sua palestra no clube Hebraica; "Vejo 'liberais' no jornais dizendo que foi um erro cancelar a palestra, porque, afinal, o debate de ideias, a liberdade de expressão, o pluralismo... Bate até um cansaço. O que é preciso fazer é exatamente o contrário: é marcar com clareza que o racismo, a misoginia, a homofobia e a defesa da tortura estão fora do universo aceitável no debate político. Quem adota esse discurso não se credencia como interlocutor. Bolsonaro não pode ser convidado para lugar nenhum", afirma

bolsonaro
bolsonaro (Foto: Luis Felipe Miguel)

Agora, o Clube Hebraica do Rio decidiu convidar Bolsonaro para falar, como uma espécie de desagravo por ele ter sido desconvidado em São Paulo. O presidente do Hebraica carioca disse que Bolsonaro é "muito querido" e confessou sua simpatia por ele.

Bolsonaro está aproveitando o burburinho para se promover e posando de vítima da intolerância. Vejo "liberais" no jornais dizendo que foi um erro cancelar a palestra, porque, afinal, o debate de ideias, a liberdade de expressão, o pluralismo... Bate até um cansaço. O que é preciso fazer é exatamente o contrário: é marcar com clareza que o racismo, a misoginia, a homofobia e a defesa da tortura estão fora do universo aceitável no debate político. Quem adota esse discurso não se credencia como interlocutor. Bolsonaro não pode ser convidado para lugar nenhum.

O que os convites da Hebraica mostram, e que é grave, é algo que as pesquisas de intenção de voto já estavam indicando: Bolsonaro não é o candidato de trogloditas sem instrução. Há uma fatia importante da elite econômica que se identifica com ele. Gente com recursos para fazer com que sua candidatura presidencial seja mais do que uma piada de péssimo gosto.

(originalmente publicado em seu Facebook)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247