Bolsonaro recuou de punição à Folha por medo de impeachment

"Não foi por amor à liberdade de imprensa que Jair Bolsonaro cancelou a licitação em que a Folha de S. Paulo fora excluída e sim para escapar do impeachment", analisa o jornalista Alex Solnik. " Se tivesse insistido em manter a exclusão do jornal incorreria em improbidade administrativa", explica o jornalista

 Por Alex Solnik, para o Jornalistas pela Democracia - Não foi por amor à liberdade de imprensa que Jair Bolsonaro cancelou a licitação em que a Folha de S. Paulo fora excluída e sim para escapar do impeachment.

 Se tivesse insistido em manter a exclusão do jornal incorreria em improbidade administrativa, pois impediria o acesso ao certame de uma empresa que poderia apresentar proposta melhor que as demais, causando prejuízo ao erário.

 Quem o alertou, ainda que indiretamente, foi seu ex-faz tudo e atual desafeto, Gustavo Bebiano, que explicitou esse risco numa entrevista.

O Brasil 247 quer a sua ajuda para tomar decisões importantes. Participe da pesquisa

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247