Brasil today!

Uma das maiores lideranças populares do mundo se acha na iminência do cárcere; todos os grandes representantes da continental máfia da 'casa grande' brasileira gargalham integralmente livres ou cumprindo 'dolorosas' prisões domiciliares; um ex-presidente que 'privatizou o Brasil' articula entusiasticamente a candidatura de um 'bobo da corte' da televisão do golpe; TV que, não por acaso, (recordemos!), nasce de forma insuspeita, justamente na quartelada de 1964

Presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto em Brasília 21/12/2017 REUTERS/Adriano Machado
Presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto em Brasília 21/12/2017 REUTERS/Adriano Machado (Foto: Ângelo Cavalcante)

Uma das maiores lideranças populares do mundo se acha na iminência do cárcere; todos os grandes representantes da continental máfia da 'casa grande' brasileira gargalham integralmente livres ou cumprindo 'dolorosas' prisões domiciliares; um ex-presidente que 'privatizou o Brasil' articula entusiasticamente a candidatura de um 'bobo da corte' da televisão do golpe; TV que, não por acaso, (recordemos!), nasce de forma insuspeita, justamente na quartelada de 1964.

Um candidato apoiador de ditaduras, torturas e da eliminação física de lutadores sociais; ativo e assumido militante da misoginia e da homofobia faz rasantes perigosos no segundo lugar das pesquisas para a presidência; o judiciário (ahhh, o judiciário!) dócil e canino se curva rente ao chão para a pior política que o Brasil já viu.

Um juiz visceralmente medíocre que, aliás, sequer aprovação nos exames de sua categoria profissional possui; lá dos confins de um estado agrícola e dos mais conservadores faz e desfaz com as instituições nacionais e com o ainda insepulto cadáver de nossa democracia.

Em certa feita, ele mesmo disse: "os recibos dos alugueis de Lula são falsos", na semana seguinte afirmou: "eu não disse que os recibos de Lula eram falsos". Registrou garboso em seu "irretocável" relatório de 218 páginas que "sim, houve lavagem de dinheiro" para em seguida soltar que "sim, houve lavagem de dinheiro mas não havia dinheiro"; (Hannnn... Não entendi!?).

Ora, pois... Todo mundo ouviu ou leu que o "judge" anunciou e registrou até em sânscrito que o triplex do Guarujá era do ex-presidente. Sem problemas, mas... O mundo civilizado e minimamente letrado já entoa em uníssono uma única pergunta; aliás, que já virou um grito universal que não quer e que jamais irá silenciar: Cadê as provas?

Nas redes sociais uma malta ignara de anônimos se ergue feroz e vaidosa pedindo, vejam bem, intervenção militar; ainda não identificou que essa "intervenção" é nossa pior invenção; é repressão da praça a massa; de dia e de noite; do lar ao bar; do ato do sindicato; do preço do pão até a um encontro de amigos com um violão.

Tudo é motivo para repressão, aliás, "intervenção é repressão". Não é só pra gay não; para preto ou ladrão; é pra mim, pra tu e para o 'rabo do tatu'... Otário! É que muitos "miguinhos" nasceram em 1998, 1999, 2000 e de tão novinhos...Pingando testosterona pelos poros do corpo acham mesmo que o Brasil tem a idade do facebook, do watsapp ou do instagram.

Bom... "É carnaval... Diga logo se gosta de mim?"; vamos às marchinhas do "Fora Temer"; vai que 'pega' porque pela política clássica e "democrática" é um 'sete a um' de segunda a domingo!

E esse foi o nosso "Brasil today" de hoje... Boa tarde!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247