Carmem Lúcia dará o voto decisivo; logo ela que livrou Aécio deve condenar Lula

No caso de Aécio, ela votou como Rosa Weber o fez hoje. Utilizou uma novilíngua, incompreensível. Tanto que teve de explicá-lo aos seus pares. Mas cumpriu seu papel histórico, liberando o tucano.

Brasília(DF), 17/12/2015 - STF retoma o julgamento sobre rito do impeachment de Dilma Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles
Brasília(DF), 17/12/2015 - STF retoma o julgamento sobre rito do impeachment de Dilma Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles (Foto: Renato Rovai)

O voto de Celso de Mello foi uma aula de Constituição. Um voto constrangedor para os que votaram contra o HC para Lula.

Este voto leva a votação a 5 a 5 e o voto de minerva será da presidenta do STF, Carmem Lúcia.

No caso de Aécio, ela votou como Rosa Weber o fez hoje. Utilizou uma novilíngua, incompreensível. Tanto que teve de explicá-lo aos seus pares. Mas cumpriu seu papel histórico, liberando o tucano.

Hoje, ela deve fazer o contrário. Vai votar contra Lula. Que fique claro, contra Lula.

A votação do HC de hoje foi feita olhando-se a capa do processo, como disse Marco Aurélio Mello. E não o conteúdo da questão.

E assim seguimos.

Ainda pode-se tentar uma liminar que venha a proteger o ex-presidente. Mas a história é terrível. A mesma ministra que livrou o senador tucano com provas será a que vai condenar Lula por convicções.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

O esvaziamento da Petrobrás

Sob alegação de tornar o mercado mais competitivo, ativos da estatal estão sendo negociados. Parece haver um esvaziamento deliberado da empresa, sem apontar uma estratégia que justifique tal objetivo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247