Carta a Lula

Reconhecimento a você Lula, o povo te quer de volta! Amamos nossa pátria, não somos patos, somos povo forte e guerreiro! Através da resistência reverteremos esse quadro. O filho do pedreiro vai ser doutor! O operário vai ser Presidente de novo! E o Brasil? O Brasil vai voltar a crescer e ser respeitado

Carta a Lula
Carta a Lula (Foto: Rafael Ribeiro)

Reconhecimento a você Lula, o povo te quer de volta!

Há tempos atrás, ouvia minha mãe dizer:

"Fulano de tal, é inteligente, já terminou os estudos!"

Terminar, concluir, dentro desse contexto, vira sinônimo de sucesso, de resultado obtido. Todavia, terminar os estudos se contrapõem com aquilo que nosso grande mestre da educação, Paulo Freire, dizia que "o aprendizado é infinito".

Mas, infinito para quem?

Há algumas décadas se imaginar cursando uma universidade era quase tão proporcional como ganhar na loteria, para uma camada considerada da sociedade, desassistida e entregue ao desprezo social imputado por representantes que deveriam cuidar do bem estar da população, mas que ao contrario buscavam atender a interesses de uma política voltada a saciar ao mercado externo, engessando, assim, o pais na condição de colônia de exploração.

O universo da educação superior era uma possibilidade só para ricos, obter um certificado de conclusão de nível médio (antigo 2 grau) era estar pronto para o trabalho!

Mas que educação seria essa, formar operários para atender ao mercado?

Uma mudança de governo trouxe consigo novas expectativas, novos horizontes, o sonho podia ser real!

Terminava ai a comparação com a loteria.

O governo Lula trouxe programas, universidades abriu o caminho, promoveu a ascensão do filho do operário as cadeiras acadêmicas, o "terminou os estudos" sucumbiu-se.

Ouvia-se:

"O filho de fulano de tal ta fazendo faculdade!"

Mais que uma possibilidade de conseguir melhores condições de vida, o universo acadêmico também promove a capacidade de critica, forma cidadãos críticos. A educação liberta!

O golpe, que ocasionou no impeachment de uma presidente eleita pelo voto direto foi uma violência ao povo, a democracia, a constituição, foi uma prova, um retrato fidedigno da repulsa e temor que uma minoria opressora tem dessa brava gente brasileira, que através da força de um operário que se tornou presidente do Brasil, vinha conseguindo galgar patamares antes inimagináveis. O Pais dava sinais de crescimento!

"Ele é o cara!" Falou o presidente de uma das nações mais importantes no cenário mundial.

Nunca o Brasil teve tanta representatividade e respeito no exterior.

Hoje vivemos dias de desgovernabilidade, do entreguismo de nossas riquezas, recursos, do enxugamento de direitos, políticas medievais, jogam na fogueira direitos conquistados, nossa Constituição Federal!

Mas aqui tem um povo forte!

Amamos nossa pátria, não somos patos, somos povo forte e guerreiro!

Através da resistência reverteremos esse quadro.

O filho do pedreiro vai ser doutor!

O operário vai ser Presidente de novo!

E o Brasil?

O Brasil vai voltar a crescer e ser respeitado.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247