Carta aberta à classe média brasileira (Capitalismo versus Especulação Financeira)

O que vocês precisam entender é que os "partidos de direita" são agora dominados por grandes corporações estrangeiras, que vivem da especulação financeira. Essas empresas não têm nada a ver com vocês

Carta aberta à classe média brasileira (Capitalismo versus Especulação Financeira)
Carta aberta à classe média brasileira (Capitalismo versus Especulação Financeira)

O que devemos fazer entender a vocês cidadãos comuns da classe média, é que vocês não são grandes capitalistas, pelo contrário, vocês são meros consumidores primários do capitalismo periférico.

O que vocês precisam entender é que os "partidos de direita" são agora dominados por grandes corporações estrangeiras, que vivem da especulação financeira.

Essas empresas não têm nada a ver com vocês.

A classe média nunca será beneficiada por essas corporações, nem convidados para receber os lucros de seus negócios e nem para suas festas.

As grandes corporações não estão interessadas em compartilhar nada com vocês, vocês estão órfãos. A eles não interessa o bem-estar interno, nem a indústria nacional, nem o comércio interno que é onde vocês vendem ...

Eles vivem dos grandes negócios perpetuados por monopólios estrangeiros e da especulação financeira.

Nesses lobbies financeiros vocês não são aceitos nem como servidores de café. Essas corporações estrangeiras têm negócios com a alta oligarquia local, e nessas encontros vocês não serão convidados.

Aquele que tem um comércio em um shopping, o são profissionais como advogados ou dentistas, não pertencem, nem pertencerão àquele mundo dos paraísos fiscais e da especulação financeira.

O papel da classe média é triste, é decadente e melancólico. Ela é a primeira a empobrecer quando os governos de direita são instalados.

Você faz com que esses partidos corporativos cheguem ao poder, sendo funcionais, repetindo frases que ouvem da grande mídia e imitam. Eles enchem suas cabeças com palavras como populismo, Venezuela e todos os tipos de preconceito. Para eles é uma maneira de ocultar seu projeto político.

Vocês não são parte da classe dominante. A especulação financeira precisa pagar seus interesses, tomando parte das riquezas de vocês.

Nas festividades dos especuladores financeiros vocês são os frangos da mesa, o bolo da festa. Vocês estão para seres comido, não para comer.

Vocês são meros consumidores primários, e os preços de eletricidade, gás, aposentadorias, combustíveis... são as primeiras coisas que as grandes corporações aumentam.

Quando os governos das grandes privatizações pousam, é de vocês que eles conseguem o dinheiro para pagar seus grandes lucros e interesses financeiros.

Mas se vocês não têm mais inteligência, apelem para a sua boa memória. Como foi o seu negócio, o seu trabalho, na era populista de Lula? Como você está agora com esta oligarquia de Temer?

A que negociações do petróleo foram convidados? Ou só viram elevar o preço de combustíveis nos postos?

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247