Chamem os psiquiatras para Temer

Este usurpador, sem autoridade e sem legitimidade será posto pra fora querendo ou não. A Nação não está mais disposta a ouvir calada esses pronunciamentos inoportunos, enfadonhos e mentirosos que só fazem irritar e perturbar os cidadãos

Presidente Michel Temer 12/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Michel Temer 12/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Chico Vigilante)

Foi patético o pronunciamento de Temer na tarde deste sábado, 21 de maio. O golpista interrompeu o descanso das famílias para, pela segunda vez, usar o rádio e a tevê brasileira para dizer que não vai renunciar.

E pasmem, ele se baseou numa perícia particular, feita por um jornal que recebe vultosas quantias de publicidade, para dizer que havia montagem nos áudios. Essa tarefa é da Justiça e de ninguém mais.

O mais importante não é dizer se a gravação tem montagem ou não, o que a Nação brasileira está preocupada em saber é se os fatos relatados na gravação são verdadeiros, mas isso ele não desmentiu.

Ouvi várias vezes os áudios dele com o delator Joesley, do grupo JBS. Percebe-se que ali existia uma intimidade imensa, uma história antiga.

Ninguém obrigou Temer a dizer que ia haver corte na taxa de juros, informação privilegiada que pode gerar perdas e ganhos de altíssimo monte se passada na hora certa para pessoas certas.

Ninguém obrigou o golpista a dizer que era importante que se mantivesse o pagamento da mensalidade a Eduardo Cunha dentro da cadeia.

Ninguém obrigou o vampiro a dizer que havia indicado seu homem de confiança o deputado Rodrigo Loures para resolver tudo da questão do contrato da compra de gas da Bolívia por meio do CADE.

Em todos os casos, ele comentou porque tinha interesse em obstruir a Justiça, porque estava envolvido no recebimento propinas por tráfico de influência, porque devia favores e era financiado pelo grupo JBS.

O golpista cometeu todos estes crimes anteriores e agora neste sábado cometeu outro crime por mentir e negar que não fez o que todas as evidências apontam que fez.

O que Temer está fazendo em protelar sua saída é prolongar a crise econômica na qual jogou o país. Esse também é um grande crime, destruir o Brasil.

Ele disse que tirou o Brasil da recessão, que gerou emprego. Só se for para os apadrinhados dele.

Temer necessita urgentemente de uma junta de psiquiatras para diagnosticar seu estado de desvario. Por tudo que tem dito na tentativa de negar o óbvio nota-se que não se encontra em juízo perfeito.

A Nação brasileira tem em seu comando neste momento, além de um golpista sem caráter, um homem doente. Deveria ser recolhido a uma clínica para perturbados mentais.

Este usurpador, sem autoridade e sem legitimidade será posto pra fora querendo ou não. A Nação não está mais disposta a ouvir calada esses pronunciamentos inoportunos, enfadonhos e mentirosos que só fazem irritar e perturbar os cidadãos.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247