Com Bolsonaro, clubes de tiro triplicaram e nenhuma biblioteca

Isso explica o número estarrecedor de mortes por armas de fogo, seja entre civis, seja entre militares e civis, por descuido ou desejo de matar

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)


Por Alex Solnik

Quando Bolsonaro assumiu, em 2019, havia 773 clubes de tiro no país.

Hoje, três anos e meio depois, são 1644. Sua política armamentista ensejou a fundação de 871 clubes de tiro a mais. O número duplicou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quando Bolsonaro assumiu, em 2019, havia 6057 bibliotecas públicas no país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Hoje, três anos e meio depois, ainda são 6057. Em 2014 eram 6148.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bolsonaro não abriu uma biblioteca a mais.

Isso explica o número estarrecedor de mortes por armas de fogo, seja entre civis, seja entre militares e civis, por descuido ou desejo de matar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E a ausência cada vez maior de debates racionais, seja em casa, no trabalho, nos botecos ou nos meios de comunicação. 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email