Com pandemia ou sem, o planejamento é um dos segredos da cozinha

Já que temos que ter um tempo para comer, por que não termos também para planejar o que comer? Esse é um dos grandes segredos da cozinha, o planejamento. Planejando o que você vai comer, você decide o que é melhor e mais prático de ser feito, o que lhe agrada mais, o que lhe nutre melhor.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Como sabemos, a pandemia e o recolhimento forçado de boa parte da população aproximaram, ou reaproximaram, muita gente da cozinha. A instituição compulsória do home-office fez com que passássemos a dedicar uma boa parte do nosso tempo à cozinha. 

Muita gente aprendeu a cozinhar e outros, que trabalhavam fora e já sabiam cozinhar, mas que “não tinham tempo”, voltaram para o fogão.

A questão que se coloca agora é: com a chegada da vacina e, em breve, a vida voltando ao normal, pode ser que boa parte dessas pessoas volte a trabalhar fora. E aí pode deixar de lado a cozinha.

Embora o home-office vá perdurar para muitas pessoas, daqui a pouco, com a vacina, volta-se ao normal de antes da pandemia.

Vários amigas e amigos meus juram que não, que a cozinha veio para ficar.

Cozinhar é preciso

Não precisamos de carro para sobreviver. Nem de bicicleta, nem de muita roupa, nem de tanto sapato, nem de telefone celular. É bom ter tudo isso, mas estes e um monte de outros produtos não são fundamentais para nossa sobrevivência.

Mas a comida é. Todo santo dia temos que comer, se não a gente fica doente e morre. A comida é o que nos fornece a energia necessária à nossa sobrevivência.

Então, não tem jeito; ou a gente cozinha, ou alguém cozinha pra gente, ou compramos comida industrializada, que não é nada saudável. Saudável mesmo é fazer a nossa própria comida.

Planejamento

Já que temos que ter um tempo para comer, por que não termos também para planejar o que comer? Esse é um dos grandes segredos da cozinha, o planejamento. Planejando o que você vai comer, você decide o que é melhor e mais prático de ser feito, o que lhe agrada mais, o que lhe nutre melhor.

O tempo que se gasta na cozinha para preparar uma refeição é, quase sempre, um dos motivos alegados para não cozinhar. Mas com organização e planejamento podemos fazer do ato cotidiano de cozinhar algo prazeroso e, sobretudo, saudável. 

Se você não cozinha, aprenda. Fazer o básico saudável não é nenhum bicho de sete cabeças. Entenda que, com arroz e feijão prontos e guardados na geladeira ou no congelador, tem-se metade de uma refeição, que pode ser completada com legumes, verduras, ovos, carnes. Outra coisa: se você não tem o hábito de consumir frutas, passe a pensar nessa ideia. Frutas são fontes riquíssimas de vitaminas e de minerais. Banana, mamão, laranja, goiaba, manga, tangerina, melancia, abacaxi geralmente são frutas baratas, e muito saborosas. Além disso, como a maior parte das frutas têm entre 80 e 90% de água, ajuda na hidratação corporal. Às vezes, meu jantar é só frutas. E fico muito feliz.

Saladas, também são ótima opções. Fáceis e rápidas de fazer, nutritivas, saborosas.

Mas voltando ao planejamento. Tire algumas poucas horas do seu dia para planejar o que você, ou você e sua família, vão comer durante a semana. Com uma ideia de cardápio na mão, parte-se, então, para as compras. Com poucas horas, em apenas um dia da semana, resolve-se essa questão no mercado, ou na feira.

Importante ressaltar que você não precisa cozinhar todo dia. O arroz o feijão, por exemplo, podem ser feitos em quantidades maiores e guardados na geladeira por uns dois ou três dias. O mesmo vale para sopas, ensopados.

Cuidados com os alimentos

E, para terminar, vão aqui algumas dicas do Guia Alimentar para a População Brasileira sobre como manipular os alimentos:

1. Lavar as mãos antes de manipular os alimentos e evitar tossir ou espirrar sobre eles.

2. Evitar consumir carnes e ovos crus.

3. Higienizar frutas, verduras e legumes em água corrente e colocá-los em solução de hipoclorito de sódio.

4. Manter os alimentos protegidos em embalagens ou recipientes. 

5. Manter a cozinha limpa, arejada e organizada.

6. Dedicar tempo para limpar geladeira, fogão, armários, prateleiras, chão e paredes; isso contribui para preservar a qualidade dos alimentos adquiridos ou das preparações feitas

7. Cozinhar em um ambiente limpo e organizado torna esse momento mais prazeroso, diminui o tempo de preparação das refeições e favorece o convívio entre as pessoas.

Bom apetite.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email