Como o protagonismo do Brasil nas Américas e a nova moeda dos Brics aceleraram o Golpe

Trocando em miúdos, como declarou Sergio Machado em delação, a Lava Jato e cia precisavam tirar Dilma e o PT do poder para, agora tenta implodir a Operação – algo que não conseguirá, embora tenha conseguido com o Impeachment afastar o Brasil da liderança internacional

Ufá - Russia, 09/07/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante VII Cúpula do BRICS. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Ufá - Russia, 09/07/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante VII Cúpula do BRICS. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR (Foto: Walter Santos)

Até 2002, quando FHC e o PSDB comandavam o Brasil, a Ordem vigente dada pela Casa Branca na gestão Bill Clinton ao Governo brasileiro era de sintonia total para implantar o ALCA - Livre Comércio envolvendo o México. Veio 2003, Lula presidente, a partir de então o Brasil passou a liderar a América do Sul, criou o Mercosul e comandou as articulações para a consolidação dos BRICS - nome criado em Davos, cuja meta era criar nova Moeda para rivalizar com o Dólar.

Antes de aprofundamento temático - conjuntural, lembremos que a cidade de Fortaleza sediou reunião dos BRICS, em 2015, com direito à criação na época do Fundo / Banco dos Paises Emergentes para disputar mercado com FMI, Banco Mundial, BIRD, etc.

O avanço desta Articulação, onde o Brasil jogava papel decisivo, está na raiz do Golpe construido no Congresso Nacional em 2016 com a determinação do então presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, mas com respaldo do STF que, acovardado pela pressão da Midia, só veio a afastar o deputado federal depois de consolidado o Impeachment.

DADO MUITO IMPORTANTE

O Ministro Teori Zawaski dispunha desde novembro de 2015 de pedido do Ministério Público Federal, não só de abertura de Processo contra Cunha pelas acusações de desvios de recursos - mote de sua cassação em maio de 2016 -, como pedia o afastamento dele da presidência da Câmara.

Teori Zawaski, contudo, não usou da prerrogativa constitucional para afastar Eduardo Cunha no final do ano de 2015 permitindo ao parlamentar o uso da Presidência para manobrar a favor dele, do Impeachment de mais de 200 parlamentares citados em desvios de recursos.

Tivesse Teori adotado o afastamento de Cunha em 2015, a historia do Brasil seria outra.

A AÇÃO IMEDIATA DO CAPITAL
O conjunto desses dados serve como base para entendimento sobre toda a Trama bancada pelo Capital internacional sob o comando americano, a partir de 2014 com a reeleição de Dilma Rousseff, mas conduzido por um  grande esquema envolvendo parte do Governo brasileiro (Temer) em conluio com a Oposição (PSDB) e o respaldo juridico - policial com participação do Judiciário, Ministério Público Federal, a PF e, sobretudo, a Grande.

A ordem era e foi inviabilizar Dilma.

Construida a base estrutural do Grande Esquema, passou-se a desestabilizar o Governo Dilma, sem condições de governar porque todas as Medidas enviadas ao Congresso Nacional para atenuar a Economia e gerar regras para punir a Corrupção foram impedidas pelo Legialativo

A LAVA JATO E AS MEDIDAS NA PETROBRAS

A Grande Midia vendeu ao Pais e ao Mundo que fora o Governo do PT quem implantou a corrupção na maior empresa de petroleo da AL.

Não foi e o passar dos tempos prova isso, tanto que agora se entende porque a gestão de Maria Graça Foster - indicação pessoal de Dilma, sofria fortes ataques, exatamente porque estava combatendo os desvios produzidos por gente indicada pelo PMDB, PTB, PP, etc.

Mas, por fim, toda a trama da Lava Jato serviu para, em nome da moralidade, fulminar com o PT, Lula e Dilma, tanto que nenhum lider do PSDB (FHC, Serra, Aécio, etc) nem fo PMDB (Temer, Moreira Franco, Renan, Padilha, Eunicio, Sergio Machado) sofreu qualquer tipo de constrangimento e muitos processos foram arquivados pelo MPF.

Trocando em miúdos, como declarou Sergio Machado em delação, a Lava Jato e cia precisavam tirar Dilma e o PT do poder para, agora tenta implodir a Operação – algo que não conseguirá, embora tenha conseguido com o Impeachment afastar o Brasil da liderança internacional.

Voltaremos ao assunto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247