Corrupção é corrupção!

(Foto: Adriano Machado - Reuters)

A política abre o campo para a polis; assim como o campo semântico das palavras precisa ser investigado, ser examinado, para que se estabeleça o aprendizado, e com isto se processe realmente o conhecimento. 

   Mais um conteúdo da INTERCEPT, instituição comprometida com a autenticidade dos fatos acaba de ser divulgado: primeiro áudio sobre a situação sui generis que envolve a operação LAVA JATO 

 Lava jato que se constitui em um dos capítulos novelescos da História do Brasil, e que no futuro sob um olhar historiográfico diverso figurará nos anais da História.

 Os brasileiros, este povo que em sua gênese indígena já fora antropofágico seletivo,  pois náo  se alimentava de qualquer pessoa;  a não ser daquelas as quais eles quisessem homenagear ou dar mostra de respeito: viu diluir-se através dos séculos este seu costume cultural, e agora nesta temporalidade – até o dia de hoje poderá tornar-se o mais infeliz povo da Terra - caso a Reforma assassina da previdência passe. 

  A propósito impera no país uma aura de quinta coluna - onde depois de um período de crescimento com os governos petistas: o povo mergulha novamente em um caos social com pitadas de ditadura. Uma ditadura antipetista que elegeu o fascismo em algumas instâncias de poder. 

      Um político que afirma que a corrupção pode ser bem empregada para salvar um país desta própria corrupção; certamente parte do pressuposto de que a maioria desconhece as etimologias, e os significados das palavras.

    CORRUPÇÃO é o ato de corromper, destruir, deteriorar algo ou alguém e vem do latim CORRUPTUS, que significa o ato de cortar aos pedaços. 

   Parece que uma parcela de 56 milhões de pessoas foram às urnas sem saber o significado do termo corrupção e colocou no comando a possibilidade real de que este fenômeno se desenvolva a la vonté.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247